Customer-Centric: como esse mindset pode impactar positivamente o mercado de seguros?

3 minutos para ler

Jornada com o Cliente Seguradora Zurich

A primeira edição da Jornada com o Cliente para o time de feras BRQ foi um sucesso! Com o tema “Como o Customer-Centric pode impactar positivamente o mercado de seguros?” recebemos para uma round table de discussão Sven Feistel, Diretor Executivo de Finanças na Seguradora Zurich e André Antunes, CEO e Co-founder da Inspectos, com moderação do nosso fera Silvio Andrade, Digital Evolution Stategist na BRQ.

O bate-papo esteve centrado na rápida evolução da experiência do consumidor causada pela aceleração da Transformação Digital, principalmente no período de pandemia. Tecnologias disruptivas estão transformando empresas e clientes, e o setor de seguros não escapa à essa regra.

Popularizar é preciso

Nesse contexto, apesar do crescimento espetacular do mercado de seguros brasileiro nos últimos anos, o seguro ainda não é um produto tão popular como em outros países. Sven afirmou que são muitas as variáveis que contribuem para esse fato, principalmente a questão da tangibilidade. “O seguro é um produto intangível; o usuário não tem uma experiência com o produto, a menos que ocorra um sinistro. Só quem vive a experiência (positiva) consegue perceber o valor do seguro, sendo provável que se interesse por outros produtos”.

Silvio também levantou a questão da complexidade do setor para a mesa: “Estamos constantemente sendo impactados por soluções e experiências cada vez mais simples e fluidas. Em contrapartida, o Fórum Econômico Mundial classifica a indústria de seguros entre as mais complexas. Como, então, conseguimos pensar no encantamento do cliente nesse contexto de Transformação Digital, com canais cada vez mais simplificados, diante da complexidade natural do setor?”. É consenso entre todos que o setor precisa se antecipar às necessidades do cliente, entender seu momento de vida, seu perfil, e oferecer produtos adequados ao longo da sua vida a um toque de celular. Para prever seu comportamento e suas demandas é preciso conhecer o cliente e estar próximo dele.

Quanto mais Customer-Centric, mais Data-Driven

A explosão das insurtechs e a chegada do Open Insurance e como esses dois fatores irão transformar o mercado de seguros também foram temas do debate. “O Open Insurance vai permitir mais acesso a informações sobre o segurado, assim como o Open Banking. Com autorização da pessoa, as seguradoras terão dados valiosos. Nesse contexto, a tecnologia digital, como o uso de data mining e IA, são fundamentais”, pontuou Sven.

André reforçou as vantagens competitivas e os benefícios que o Open Insurance trará para empresas e consumidores. “Nesse cenário, a possibilidade da seguradora se antecipar para oferecer mais serviços ao segurado pode ser um fator decisivo”, comenta, destacando a necessidade do cliente como ponto central para a assertividade na criação de produtos e serviços.

Ver o mercado de seguros se transformar e se abrir para modelos de negócios inovadores é entregar mais muito mais eficiência para a seguradora e muito mais valor para o cliente final!

Jornada com o Cliente

A BRQ está sempre junto dos seus clientes, mas que tal trazermos a visão do cliente para dentro da BRQ?

O programa Jornada com o Cliente foi criado para nos conectarmos e entendermos juntos as jornadas dos nossos clientes através de suas perspectivas. Em bate-papos descontraídos e ricos, recebemos importantes nomes das áreas de negócios de empresas de diversos segmentos para dividir suas experiências com o time de feras BRQ.

Você também pode gostar

Deixe um comentário

2 × quatro =