Principais bibliotecas do Swift – iOS

5 minutos para ler
  • O que é uma biblioteca?
  • Como instalar uma biblioteca no Swift?
  • Principais bibliotecas do Swift e links de instalação
  • Conclusão

O que é uma biblioteca?

As bibliotecas fazem parte do dia a dia de todo desenvolvedor não importa a linguagem, e vamos concordar que elas nos facilitam muito! Podemos economizar muitas linhas e ganhar muitos recursos com o uso dessa valiosa ferramenta.

E por esse motivo, hoje trago neste artigo algumas das bibliotecas do Swift. Durante o desenvolvimento de aplicativos para iOS precisamos utilizar uma API ou até mesmo uma simples classe de terceiros para adicionar uma funcionalidade ao projeto. Com ferramentas de repositório de projetos tais como o CocoaPods ou Carthage para iOS e MacOS, esta tarefa pode ser bastante simplificada.

Como instalar uma das bibliotecas no Swift

A instalação de uma biblioteca em seu projeto pode ser feita por mais de uma forma, mas neste artigo iremos abordar a forma de instalação via CocoaPods.

O CocoaPods é um gerenciador de dependências onde você consegue de um forma simples coordenar a utilização de bibliotecas no seu projeto. Através de uma linha de comando bem simples você consegue fazer o download dos arquivos e pode incorporar essas bibliotecas no seu projeto. Além de ser muito útil também é fácil de manter essas bibliotecas atualizadas.

Instalando o CocoaPods

Para instalar o CocoaPods digite o código abaixo no terminal.

gem install cocoapods

Obs.: em alguns casos é necessário colocar o “sudo” no início do código. Após a instalação, coloque no terminal a pasta raiz onde encontra o seu projeto e digite o comando “pod init” para criar o arquivo podfile no seu projeto. Após a criação do arquivo podfile é só inserir o comando de instalação de cada biblioteca nesse arquivo e importar no seu projeto!

Mas nunca se esqueça de que para trabalhar com as suas bibliotecas instaladas no podfile você deve abrir o arquivo .xcworkspace e não o .xcodeproj. A cada biblioteca inserida no seu projeto você deve rodar o comando “pod Install” no seu terminal.

Outro ponto muito legal sobre o CocoaPods é que ele é desenvolvido no GitHub, então caso você queira contribuir para alguma melhoria ele é um projeto open source e toda contribuição é bem vinda!

biblioteca no Swift — Alamofire

Alamofire é uma biblioteca escrita em Swift que realiza requisições HTTP para as plataformas iOS e macOS. Seu principal foco é fornecer uma interface com as principais tarefas para o desenvolvedor iOS realizar o tráfego de dados no aplicativo de forma simples e prática. Instalação via pod:

Instalação via pod

Não se esqueça de que para trabalhar com o Alamofire devemos abrir o arquivo.xcworkspace e não o .xcodeproj. Logo após é só fazer o import no seu File com a keyword “AF”.

biblioteca no Swift — Kingfisher

A Kingfisher é uma biblioteca poderosa e limpa para carregar e armazenar em cache imagens da Web. Para integrar o Kingfisher em seu projeto Xcode usando CocoaPods, especifique-o em podfile:

Kingfisher

Starscream é uma biblioteca WebSocket (RFC 6455) em conformidade escrita em Swift voltada para os sistemas iOS e macOS. Anos antes de o URLSession da Apple ter suporte para WebSockets, o Starscream era a biblioteca Swift preferida.

Starscream já existe há muito tempo, foi testado por milhares de aplicativos e aprimorado por anos. Apresenta confiabilidade que pode ser incomparável atualmente entre as bibliotecas WebSocket. Para usar Starscream em seu projeto, adicione o seguinte podfile ao seu projeto:

pod Starcream
biblioteca no Swift — Kitura

Kitura é uma estrutura leve da web para escrever aplicativos de servidor Swift. KituraKit é uma estrutura do lado do cliente para enviar solicitações HTTP para um servidor Kitura. Usando o Codableprotocolo Swift , você pode enviar e receber modelos diretamente do cliente para o servidor. Instalação no Cocoapod:

 pod ‘KituraKit’

SwiftNIO

SwiftNIO é uma estrutura de aplicativo de rede baseada em eventos assíncronos de plataforma cruzada para desenvolvimento rápido de servidores e clientes de protocolo de alto desempenho que podem ser mantidos.

O SwiftNIO usa principalmente o SwiftPM como sua ferramenta de construção, portanto, é recomendável usá-lo também. Se você quiser depender do SwiftNIO em seu próprio projeto, só adicionar como uma dependência do seu pacote em Package.swift:

Instalação direto do Package.swift:

Instalação direto do Package.swift

Logo após, adicione o(s) módulo(s) SwiftNIO apropriado(s) às dependências de destino.

ReactiveCocoa

ReactiveCocoa envolve vários aspectos das estruturas Cocoa com as primitivas declarativas ReactiveSwift como: vinculações da interface do usuário, controles e interações do usuário e criação de sinais que são originados pela interceptação de objetos Objective-C. Se você usa CocoaPods para gerenciar suas dependências, basta adicionar ReactiveCocoa ao seu podfile:

ReactiveCocoa
biblioteca no Swift — SwiftyJSON

SwiftyJSON é uma biblioteca que ajuda a ler e processar dados JSON de uma API/Servidor. Você até pode trabalhar sem ele, mas o Swift é muito rígido com relação aos tipos, e embora a digitação explícita seja boa para nos salvar de erros, torna-se doloroso lidar com JSON e outras áreas que são, por natureza, implícitas sobre os tipos.

Por isso a utilização do SwiftyJSON torna mais simples a implementação e um código legível. Você pode usar o CocoaPods para instalar SwiftyJSON adicionando-o ao podfile:

SwiftyJSON

Conclusão

Essas são apenas algumas das bibliotecas usadas na linguagem Swift. A utilização de cada biblioteca vai variar de acordo com a necessidade do projeto, mas caso a biblioteca que você usa ou conhece não esteja listada aqui nesse artigo, comente nos comentários!

Yasmin de Figueiredo Oliveira é Técnica de Sistemas na BRQ

Você também pode gostar

Deixe um comentário

2 × dois =