Como a sua empresa pode se beneficiar da revolução financeira Pix?

Pix
6 minutos para ler

A transformação digital ganha cada vez mais espaço no dia a dia da sociedade como um todo. Recursos que antes eram restritos ao ambiente corporativo, por exemplo, estão se aproximando da realidade do consumidor e passando a fazer parte da rotina de cada um. A inovação mais recente e que promete revolucionar o setor financeiro brasileiro é o Pix.

Criado pelo Banco Central, o novo método de pagamento tem como principal característica ser instantâneo. A ideia é oferecer mais praticidade e agilidade para pessoas físicas e jurídicas na hora de realizar uma transferência ou finalizar um pagamento. Muito se fala dos benefícios diretos para o consumidor final, mas e para as empresas?

Como a sua empresa pode se beneficiar da revolução financeira prometida pelo Pix? Quais são os impactos na estratégia do seu negócio? Tire todas essas dúvidas e comece a se preparar para oferecer uma experiência cada vez melhor e mais completa para os seus clientes. Continue a leitura!

O que é o Pix e quando surgiu?

O Pix é o mais novo método de pagamento do sistema financeiro brasileiro. Seu desenvolvimento se iniciou em 2018 e o lançamento foi apenas em outubro de 2020. O funcionamento integral começou em novembro, já permitindo a realização de transações de forma instantânea entre pessoas físicas. O principal objetivo é otimizar as transferências no mercado financeiro.

A ideia é tornar as operações mais simples de serem executadas, além de serem mais baratas para consumidores e empresas. No longo prazo, a intenção do BC é substituir os já ultrapassados TED e DOC. A proposta do Pix é justamente alinhar os serviços financeiros ao novo comportamento da sociedade como um todo, sempre de forma prática, eficiente e digitalizada, substituindo o dinheiro físico.

O Pix é revolucionário?

Por que o Pix é considerado um método de pagamento revolucionário? Quais são as suas principais características? Confira!

Funcionamento do Pix

O Pix é um método de pagamento instantâneo, ou seja, uma transação pode ser realizada em apenas alguns minutos. Tudo isso a partir da chave Pix, que pode ser o nome da pessoa, CPF, telefone, endereço de e-mail ou um número aleatório. O cliente pode cadastrar todas as chaves em uma só instituição financeira, ou cadastrar chaves diferentes em instituições diferentes. Com a chave, não é necessário anotar a agência bancária, o número da conta e qualquer outro detalhe para realizar uma transferência ou pagamento. É possível também fazer um Pix usando os dados de agência e conta do destinatário, mesmo que ele não tenha o Pix cadastrado.

Além disso, a partir dessa única informação, o dinheiro deixa uma conta e vai para outra sem nenhum custo adicional. Uma transferência que poderia demorar alguns dias úteis é feita instantaneamente e de graça. Outra característica importante no Pix é o horário de funcionamento: 24 horas por dia e sete dias na semana, ou seja, não existe nenhum tipo de restrição na hora de transferir ou realizar um pagamento.

Em resumo, o Pix torna todo o processo de transação financeira mais simples e ágil. O dinheiro muda de uma pessoa física para outra (ou de um banco para outro) em questão de poucos minutos. A operação pode ser feita em qualquer dia da semana e sempre de acordo com as melhores práticas de segurança, evitando a exposição de dados pessoais, já que tudo é feito a partir da chave Pix.

Impacto do Pix no sistema bancário

O primeiro impacto do Pix no sistema bancário é nítido: fim de métodos de pagamento como TED e DOC. Afinal, por que pagar uma taxa para fazer uma transação e ainda esperar alguns dias para entregar ou receber o valor? A gratuidade e a agilidade do Pix tendem a tornar TED e o DOC modelos obsoletos que, gradualmente, deixarão de ser utilizados por pessoas físicas e empresas.

Outro impacto significativo é a forma como o consumidor utiliza os serviços financeiros. Com a possibilidade de fazer um pagamento na hora, de graça e com segurança por meio do Pix, por que ir até o banco ou caixa eletrônico sacar dinheiro? A disponibilidade também é outro diferencial que o Pix promove, não permitindo que as operações bancárias sejam congeladas em feriados ou finais de semana.

Cultura data-driven

O desempenho do serviço até agora é promissor: o Banco Central anunciou que mais de 83 bilhões de reais foram movimentados em pouco mais de um mês de operações do Pix no Brasil. Ao todo, são 41 milhões de pessoas físicas cadastradas e outros 3 milhões de empresas. E o impacto nas companhias parece relevante, já que 39% do volume financeiro é composto por transações B2B.

Como o Pix pode beneficiar a minha empresa?

Mas qual é o real impacto do Pix nas operações da sua empresa? Confira os benefícios dessa solução para o seu negócio:

Colocar o consumidor como prioridade

Qualquer estratégia que priorize o conceito de Customer Centricity deve considerar o Pix como opção. Afinal, é um método prático para receber e realizar transações financeiras, otimizando a experiência dos clientes finais.

Economia

A eficiência operacional proporcionada garante uma redução no desperdício de tempo e recursos financeiros da sua companhia. Imagine quantos valores não podem ser poupados com uma transferência sendo feita de forma gratuita em vez de pagar taxas para realizá-la?

Mais produtividade

Os ciclos de transação de um negócio também são diretamente impactados. Uma seguradora, por exemplo, pode realizar o trabalho de tesouraria em questão de minutos, em vez de perder dias até que o processo seja concluído.

Dentro de um cenário de tantas inovações, o Pix é uma das soluções que mais promete impactar o dia a dia dos consumidores e as operações das empresas. Por isso, é fundamental entender e acompanhar as principais novidades sobre o assunto. Dessa maneira, você garante que a sua empresa esteja sempre atualizada e pronta para proporcionar experiências positivas aos seus clientes.

Agora que você já tirou todas as suas dúvidas sobre o Pix e sabe como o método de pagamento funciona na prática e pode ser útil para a sua empresa, que tal garantir que mais profissionais entendam a sua importância? Compartilhe o conteúdo em suas redes sociais para seguir estimulando a transformação digital!

Você também pode gostar

Deixe um comentário