Por que desenvolver seu produto com foco na experiência do usuário?

experiência do usuário
11 minutos para ler
DATA MESH

Dentro de um cenário de alta competitividade pela atenção e pelos recursos dos consumidores, é importante que as empresas encontrem maneiras de se diferenciarem da concorrência. E nenhuma forma de se destacar é tão eficiente quanto focar na experiência do usuário.

Isso mesmo: pôr o cliente no centro das atenções. A partir de um entendimento mais aprofundado de quem é o seu público-alvo, todas as ações e as estratégias da sua empresa se tornam mais eficazes. Consequentemente, o seu negócio passa a se posicionar como autoridade dentro do seu segmento.

Ou seja, das maiores chances de conversão até o brand awareness, são muitos os benefícios gerados ao colocar o usuário como foco. Que tal, então, se aprofundar um pouco mais nesse assunto fundamental para o sucesso no desenvolvimento das suas atividades? Continue a leitura deste artigo para conferir!

Qual é a importância de se diferenciar dentro do seu segmento?

O mercado está cada vez mais competitivo, e os consumidores, ainda mais exigentes. Como, então, ficar parado? Quanto menor for a disposição para realizar as mudanças e as adaptações necessárias, menos chances de sucesso terá. Afinal, oferecer um preço mais competitivo ou desenvolver um produto de qualidade já não é uma tarefa exclusiva de certas empresas.

Para obter êxito, portanto, é preciso gerar valor para o seu cliente. Como fazer isso? Investindo em estratégias de diferenciação competitiva. Melhor do que apenas aprimorar o seu produto, por exemplo, é entregar uma experiência cada vez mais agradável ao usuário. Ao compreender com mais detalhes qual, de fato, é o perfil que você deseja impactar, inúmeros caminhos aparecem.

Em vez de perder horas planejando uma estratégia da qual você não sabe tão bem quais são os possíveis resultados, proporcionar uma experiência ao cliente vai gerar os insights necessários. Assim, ao longo do tempo, é possível aperfeiçoar a solução oferecida ao seu público. A partir de tais incrementos, o seu produto vai ficando cada vez mais atrativo.

Na era da análise dos dados, usar essas informações para transformar as experiências relacionadas à sua marca é fundamental. A longo prazo, é isso que vai permitir o estabelecimento do seu negócio como referência e autoridade dentro do seu segmento, carregando um valor diferenciado em seus produtos e serviços.

O que é experiência do usuário?

Experiência do usuário, ou User Experience (UX) é o conjunto de todas as ações e sentimentos que uma pessoa tem ao entrar em contato com um produto, um serviço ou uma marca.

Como o próprio nome sugere, o conceito de UX veio do uso de interfaces digitais, como sites e aplicativos. No entanto, o mercado se apropriou do termo para expandi-lo como uma experiência geral de descoberta, engajamento e consumo.

Isso porque, com a Transformação Digital, a experiência do cliente em ambientes virtuais se tornou muito mais relevante em relação ao contato físico com a empresa, muitas vezes com mais valor de atração e retenção.

Ou seja, hoje a experiência do usuário é um dos vetores mais importantes de geração de leads qualificados e de um direcionamento controlado dessa jornada para a conversão.

Quais são os pilares da experiência do usuário?

Para construir uma boa experiência, toda empresa precisa de um bom suporte tecnológico e das ferramentas certas para desenvolver as interações que encantarão seus clientes. Porém, só a técnica não basta se não estiver atrelada a uma estratégia de UX que leve em conta seus principais elementos de engajamento. Veja os principais pilares desse esforço na sequência.

Forma e função

Como toda proposta vinda do design, a experiência do usuário de sucesso é aquela que apresenta um equilíbrio entre forma e função. Veja o que esses dois conceitos significam:

  • forma: apresentação visual da experiência, aplicação da identidade da marca, hierarquia da informação para entendimento rápido do conteúdo;
  • função: uso da experiência audiovisual para guiar o usuário a um objetivo, desempenho técnico com fluidez de interação, medição de usabilidade para calcular o sucesso da experiência, destaque com cores e formas para incentivar o acesso a CTAs.

Familiaridade e surpresa

Pode parecer um paradoxo, mas esse é o equilíbrio mais eficiente para boas experiências de usuário. O ideal é que apps, sites e conteúdos interativos tenham elementos familiares de navegação para facilitar o engajamento, mas que, ao mesmo tempo, tragam surpresas de interação que encantem e marquem a experiência na mente do público.

Intuitividade e acessibilidade

A parte da familiaridade tem muito a ver com a necessidade de uma experiência digital ser sempre intuitiva para o uso. Qualquer regra desnecessária ou etapa dispensável se torna um obstáculo a mais que afasta leads e clientes.

Dentro dessa busca por criar a experiência o mais acessível possível, é importante ir além e desenvolver mecanismos de acessibilidade e responsividade. O ideal é que sua UX mantenha a mesma proposta independentemente do dispositivo em que se acessa e do perfil do usuário.

Credibilidade e autoridade

Por fim, a experiência do usuário deve focar sempre na sua utilidade para o cliente. Quando atinge esse objetivo, passa a sensação de que entende dessa área ou do conteúdo e que ele pode confiar em você para as próximas interações.

CTA animado Cloud

Quais são as melhores práticas para aplicar a experiência do usuário?

Com esses pilares em mente, você tem um bom guia para o planejamento de experiências que encantem. Não existe fórmula para isso, mas algumas práticas são fundamentais na hora de executar seu plano. Veja quais.

Conheça muito bem o seu cliente

Experiência do usuário tem tudo a ver com gestão baseada em foco no cliente. Ao conhecer a fundo sua buyer persona, você define elementos como:

  • tipo de experiência que ela busca;
  • modelos de interação digital a que está acostumada;
  • expectativas quanto ao uso de interfaces digitais;
  • perfil de uso de tecnologia e que tipo de estrutura é mais intuitiva para ela;
  • layouts, cores, formas e CTAs que funcionam melhor para engajamento e conversão.

Consolide uma jornada de interação e conversão

Com esse entendimento da sua buyer persona, você inicia o planejamento de fato. O ideal é que sua estratégia de UX não seja pontual em um produto, site ou peça de divulgação. Ela deve ser um conjunto de interações que crie essa jornada da descoberta da marca até a conversão. Pense nas necessidades de um lead em cada etapa do caminho e desenvolva as experiências perfeitas para cada uma delas.

Crie uma experiência coerente em todos os canais

É bom reforçar ainda mais como uma experiência do usuário é criada como um todo, não com pontos isolados de interação cliente-marca.

Portanto, todas as suas decisões de forma e função, identidade visual e voz da empresa devem ser aplicadas de maneira coerente ao longo da jornada: no site, no aplicativo ou serviço digital que você possua, no marketing digital, nas conversas em redes sociais e até no atendimento ao cliente.

Faça muitos testes e meça resultados

É quase impossível acertar uma experiência do usuário matadora logo de cara, portanto não tente polir a interação mais do que ela precisa ao início. Coloque sua estratégia de UX em prática o mais rápido possível e foque na medição de resultados — taxa de abandono da experiência, pontos em que isso acontece com frequência, níveis de satisfação do usuário etc.

Com muitos testes e aprimoramento constante, você consolida uma jornada eficiente com o tempo e passa a converter mais.

Quais são os benefícios de focar na experiência do usuário?

Se buscar a diferenciação competitiva pela oferta de uma melhor experiência para o usuário é tão importante, quais são os benefícios para a sua empresa? Para você não ter dúvidas de como tal conceito é importante, listamos as principais vantagens ao priorizar a experiência do consumidor. Confira!

A experiência do usuário é um diferencial competitivo

Mais importante do que qualquer outra coisa, pensar na experiência do usuário e aperfeiçoá-la de acordo com uma análise aprofundada é, na prática, criar um diferencial competitivo para a sua empresa. Nada melhor do que entregar algo único, personalizado e relevante para quem você quer conquistar. Com esse conceito em execução, isso se torna mais fácil.

A jornada do usuário pode se converter em compra

A começar pelas chances de conversão. Cada detalhe da jornada de compra passa a ser avaliado com mais atenção. Desse modo, é possível produzir um cenário que estimule o usuário a realizar uma compra, por exemplo. Não vai ser por conta do seu produto que ele vai deixar de finalizar ou não a negociação. Sempre que entrar em contato com a sua marca, as chances de conversão vão existir.

O posicionamento de mercado da marca é favorecido

Especialmente a longo prazo, a sua marca passa a ser vista como referência e uma autoridade dentro do seu segmento. Pensando no brand awareness, é a forma ideal de se tornar mais relevante entre a concorrência. Afinal, o consumidor valoriza quem pensa na experiência dele e, aos poucos, a sua empresa pode se tornar uma das referências na área.

As estratégias de desenvolvimento são aprimoradas

O mais impactante ao investir na experiência do usuário, porém, é a possibilidade de fazer ajustes constantes nas suas estratégias. A ideia é que, assim, os recursos disponíveis sejam cada vez melhor aproveitados e que a produtividade da sua equipe seja elevada. Essa busca regular por maneiras de proporcionar um produto aperfeiçoado vai, ao longo do tempo, refinando a sua entrega.

Quais são os pontos de atenção para implementar UX?

Os benefícios são muitos, mas também exigem um maior cuidado com certos fatores. Afinal, há alguns pilares a serem seguidos para que proporcione resultados satisfatórios. O mais importante, sem dúvidas, é a cultura de coleta e análise de dados em busca do aprimoramento. Sem ela, não é possível oferecer uma experiência satisfatória ao usuário.

O design de serviços também é outro fator relevante para a aplicação da UX, pois interfere diretamente na decisão do consumidor. Imagine disputar os recursos de um cliente com uma empresa que oferece o mesmo preço e uma qualidade de produto parecida. Como se manter competitivo e fazer com que o consumidor escolha o seu negócio?

Dessa forma, torna-se mais fácil garantir a simplicidade e a usabilidade do seu produto. São essas estratégias que possibilitam um entendimento completo de como concretizar uma experiência melhor para o usuário. É a partir da aplicação de tais pilares nas estratégias da sua empresa que a experiência do usuário tende a se aprimorar consideravelmente.

A experiência do usuário, portanto, deve ser tratada como prioridade dentro da sua empresa. Com ela, mudanças positivas serão cada vez mais relevantes para o seu público. Ou seja, é compreendendo e aplicando tal conceito que se torna possível agregar ainda mais valor ao produto, criando um diferencial competitivo extremamente valorizado nos dias de hoje.

Agora que você já sabe como focar a experiência do usuário, é importante para a sua empresa estar bem-informada sobre outros temas relevantes. Assine a nossa newsletter e receba em primeira mão conteúdos como este!

Cultura data-driven
Você também pode gostar

Deixe um comentário

dez + 9 =