Toda experiência do usuário pode se converter em compra: veja como

toda experiência do usuário pode se converter em compra
7 minutos para ler

Em um momento que e-commerce brasileiro registra recorde de crescimento, utilizar dados e tecnologia é fundamental para quem quer se diferenciar no mercado. Afinal, sem um direcionamento, a tendência é que essa enorme quantidade de insights se torne, na verdade, estratégias pouco eficientes. Ter foco total na melhor experiência do cliente, portanto, é estar alinhado com os sentimentos que o consumidor tem nos momentos que realiza alguma interação com a sua marca.

Aqui, trazemos a experiência do usuário (UX) no seu site como a base de qualquer estratégia. Apesar de parecer um conceito bastante técnico, ele é justamente o oposto. Representa, na prática, o que um usuário sente ao utilizar um produto, sistema ou serviço. Equilibrando aspectos práticos, experienciais, significativos e valiosos de interação.

Se sua empresa atua com uma loja virtual (e-commerce), o conceito de UX deve ser referência para o desenvolvimento das plataformas digitais. A ideia é entender quais são os comportamentos e anseios da sua audiência para, assim, realizar os ajustes necessários para conseguir cada vez mais conversões.

Isso mesmo: colocar as demandas do cliente em primeiro lugar vai garantir mais eficiência nas suas estratégias. Confortável ao longo da experiência com a sua marca, o cliente se sente mais propício a concluir uma compra, por exemplo. Que tal, então, tirar as suas dúvidas sobre como toda experiência do usuário pode se converter em compra? Continue a leitura para conferir!

O que é User Experience?

O User Experience (UX), que pode ser traduzido como experiência do usuário, representa a forma como os indivíduos se sentem ao interagir com um produto ou serviço, especialmente no ambiente virtual. A experiência deve ser única e levar em conta questões como usabilidade, empatia, tecnologia, entre outros.

Fato é que toda a vivência da compra proporcionada pela loja virtual pode influenciar a experiência do usuário e a percepção dele sobre a marca, tanto fatores objetivos, como a usabilidade do site, quanto subjetivos, como sentimentos despertados pelo processo de compra.

O conceito de UX busca compreender os comportamentos da sua audiência para refinar as suas estratégias e aplicações. No fim, o objetivo é entregar uma experiência sempre melhor ao usuário e fazer com que ele se sinta confortável, por exemplo, para realizar uma compra ao acessar o seu site. A ideia é tirar distrações e focar no que realmente importa para a conversão.

Quais são as vantagens de investir em UX?

Mas, então, quais são os motivos para investir em UX e garantir que toda experiência do usuário possa se converter em compra? Confira as principais vantagens de adotar essa mentalidade!

ROI e taxas de conversão

Quando falamos em alta performance, é importante acompanhar algumas métricas para entender se, de fato, isso está acontecendo. Ao investir em UX, indicadores como a taxa de conversão são potencializados, já que cada visitante tem mais chances de ser convertido. Como consequência disso, o ROI (Retorno sobre o investimento) também tende a ser aprimorado.

Mais engajamento na interação dos usuários

Quanto melhor a experiência oferecida ao usuário, maior vai ser o engajamento com a sua marca. Imagine que ele está navegando por uma página atraente e intuitiva. Seja para fazer uma compra, seja para conhecer mais sobre a sua empresa, a tendência é que esse interesse seja despertado, afinal, ele não apenas entrou em um site, ele teve uma experiência útil e prazerosa.

Cultura data-drivenPowered by Rock Convert

Geração de valor e retenção de clientes

O investimento em uma estratégia pensada na experiência do usuário também é um meio de agregar valor à sua marca. Afinal, você não está entregando apenas o produto ou serviço final de qualidade, todas as etapas da jornada de compra são pensadas no contentamento do usuário. A longo prazo, essa é uma excelente maneira de aumentar a retenção de clientes da sua empresa.

Como criar uma experiência focada no usuário?

Com todos esses benefícios, o interesse em aplicar o conceito de UX aumenta bastante, certo? Por isso, separamos algumas dicas que podem contribuir para fornecer uma melhor experiência ao seu consumidor. Confira!

Entenda quem é o seu cliente ideal

As análises preditivas são estudos de estatísticas e dados históricos para compor um padrão de comportamento de uma estratégia, ferramenta ou mesmo do seu cliente. O primeiro passo para proporcionar uma experiência positiva ao usuário é compreender quem é o seu cliente ideal, os hábitos e comportamento dele para direcionar a sua estratégia.

Aposte no Design Thinking

O Design Thinking é uma abordagem que coloca o consumidor como foco das suas ações e o objetivo final é, na verdade, garantir mais satisfação de quem se relaciona com a sua marca. A ideia é entender o que pode ser mais útil para o usuário e, com isso, criar a melhor jornada, desde as campanhas de mkt, entrada no site, fluidez nas informações até a entrega final do produto, sempre pensando em otimizá-los para ter mais conversões.

Ofereça o melhor suporte

Para que toda experiência do usuário possa se converter em compra, não basta pensar só no design ou layout das suas páginas. É importante investir também no atendimento prestado ao usuário, cliente ou não. Além da navegabilidade, é necessário entregar um suporte de qualidade para orientar o consumidor, uma tática que vai gerar ainda mais aproximação entre ele e a sua marca. Hoje a tecnologia é muito utilizada neste sentido, chatbot é um exemplo muito utilizado.

Realize testes

O teste A/B para e-commerce é de grande apoio na hora de tomar essas decisões. Por meio dos resultados coletados, ele ajuda a entender quais opções apresentam um desempenho melhor.

Funciona como ter um termômetro prático possibilitando que você entenda os elementos que atraem maior atenção dos consumidores. Ao realizar testes A/B, você passa a saber quais são as preferências do seu público em termos de design, conteúdo escrito, imagens, vídeos, quantidade de páginas e uma série de outras coisas. Você pode testar cores, botões, CTAs, menus, quantidade de imagens e texto, banners, entre outros elementos.

Monitore o seu desempenho

Por fim, é fundamental acompanhar tudo o que é feito em relação ao UX. Ou seja, é necessário monitorar o desempenho das suas estratégias. O melhor modo de se fazer isso é determinando algumas métricas para serem acompanhadas, como a taxa de conversão churn rate e até mesmo o NPS (Net Promoter Score), KPI de tráfego, indicadores de receita, taxa de rejeição que ajuda a medir o abandono do carrinho de compras, o objetivo é entender qual é a reação dos consumidores à sua marca.

Investir na experiência do usuário é, portanto, um diferencial competitivo para o seu negócio. Afinal, não são apenas os resultados momentâneos, é criado um relacionamento profundo com o cliente e, assim, a sua empresa se fortalece cada vez mais em seu segmento. A longo prazo, é uma maneira de se colocar como referência na área e garantir que mais e mais consumidores conheçam a sua marca.

Agora que você já sabe como toda experiência do usuário pode se converter em compra, que tal dar o próximo passo e realizar as mudanças e estruturações internas necessárias para isso? Entre em contato conosco, conheça as nossas soluções e comece a otimizar a relação com seus clientes!

Customer-CentricityPowered by Rock Convert
Você também pode gostar

Deixe um comentário