Reconheça a importância da segurança da informação

Segurança da informação
7 minutos para ler

A transformação digital já é uma realidade dentro do mercado corporativo, com a coleta e análise de dados sendo cada vez mais relevante para o desenvolvimento eficiente de produtos e serviços. Porém, ao mesmo tempo em que significa um avanço, também exige bastante cautela dentro das organizações. Todo esse contexto reforça a importância da segurança da informação.

Seja um endereço de e-mail, seja o número do cartão de crédito de um cliente, os dados são fundamentais. Garantir que estejam protegidos e armazenados corretamente é dever de todo negócio. Afinal, o usuário confiou na sua organização para informar esses detalhes e eles não podem ser expostos. Pensar na segurança da informação é uma maneira de contribuir também para a experiência do usuário.

Pode não parecer, já que é um trabalho interno, mas basta um vazamento para comprometer a reputação e a confiabilidade da sua empresa. Se isso aconteceu com gigantes do mercado — como Facebook e Google — e resultou em mudanças em algumas políticas, por que vai ser diferente com a sua companhia?

O que acha, então, de entender a importância da segurança da informação? Continue a leitura e confira!

Melhores práticas de Governança e Conformidade com a LGPD

O que é segurança da informação?

A segurança da informação consiste em uma série de práticas e recomendações voltadas para a proteção de dados e informações de uma empresa, desde o que é utilizado para realizar análises preditivas até mesmo detalhes pessoais dos seus clientes. É um conceito voltado para adotar ações que contribuam para a redução dos riscos da perda desses dados e também para o melhor funcionamento dos processos e operações internas.

Como investir em segurança da informação?

Quais são as práticas que devem ser adotadas para investir em segurança da informação? Confira as principais delas!

Estabeleça uma política de segurança

Antes de tudo, é importante definir uma política de segurança e boas práticas nesse sentido. Ou seja, um documento oficial que defina quais são as funções e responsabilidades de cada profissional no ambiente de trabalho. Pode ser com orientações para salvar determinados arquivos na nuvem ou para informar o que deve ser feito em caso de vazamento, por exemplo.

Conte com a colaboração de toda a empresa

Para que a segurança da informação seja tratada como prioridade, é importante que toda a companhia esteja engajada na causa. Basta um erro de um indivíduo para que informações relevantes sejam perdidas. Assim, garanta que todos estejam cientes das melhores práticas e de suas responsabilidades.

Tenha um controle dos dispositivos utilizados

Outra etapa importante é o controle e a gestão dos dispositivos utilizados. Certifique-se, por exemplo, de que todos os equipamentos usados pela sua equipe sejam avaliados e aprovados previamente pela equipe de TI. A partir de uma varredura, é possível entender quais são as possíveis fraquezas e ameaças de forma antecipada, permitindo a prevenção de ataques ou vazamentos.

Cultura data-driven

Monitore constantemente

A segurança da informação exige um trabalho constante da sua empresa. Mesmo que tudo aparente estar funcionando corretamente, é preciso investigar e procurar possíveis falhas que possam prejudicar o trabalho na companhia. A ideia é realizar varreduras periódicas com o objetivo de achar eventuais erros e corrigi-los antes que se tornem um problema.

Por que a segurança da informação precisa ser uma prioridade para a sua empresa?

Os motivos são os mais variados e se intensificam com o momento que vivemos. A transformação digital é uma realidade e o uso de dados faz parte da rotina de qualquer companhia, independentemente do segmento. Eles são fundamentais para o controle e a gestão de negócios.

Ao mesmo tempo, essas informações se tornam mais valiosas e podem ser alvo de ataques de hackers, por exemplo. Com o período de distanciamento social e muitas companhias adotando o home office, a exposição de dados e documentos internos se tornou muito maior. Afinal, quantas empresas realmente se organizaram para garantir a segurança desses dados?

De acordo com um levantamento da Kaspersky, os crimes cibernéticos aumentaram 350% no primeiro trimestre de 2020, em relação ao mesmo período no ano anterior. Ou seja, o momento de mudanças constantes nos métodos de trabalho também influencia a importância desse cuidado. Por conta disso, é essencial investir e adotar práticas que contribuam para a segurança da informação interna.

Além de proteger as informações sigilosas da sua empresa e dos seus clientes, o gerenciamento correto de dados impacta diretamente o sucesso da sua companhia. Primeiro, é o que vai fomentar o desenvolvimento de ações e estratégias mais eficientes, como a criação de ofertas com maior valor agregado para o seu cliente — usando dados para tomada de decisão — , mas também, pela reputação da sua marca e a confiança do mercado.

Como a LGPD tem transformado o cenário de segurança da informação?

Entre as muitas práticas que devem ser adotadas para garantir a segurança da informação, uma lei se destaca. A Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD) trata da legislação referente à privacidade e proteção de dados pessoais, de como devem ser coletados, tratados, armazenados e excluídos. Há uma série de exigências e também práticas que as companhias devem seguir.

Uma simples falha no armazenamento pode abrir espaço para que um hacker consiga informações como o número do cartão de crédito ou endereço de um dos seus clientes. Quem vai se responsabilizar por essa falha? A LGPD foi criada com o intuito de reduzir situações como essa e aumentar a transparência e a segurança no ambiente online.

Um exemplo de inovação trazida pela LGPD está na autorização para uso de dados, que é exigida sempre que um usuário visita uma página. A intenção é, aos poucos, permitir que os usuários tenham maior controle sobre seus dados e autorizar quem, como e para qual finalidade essas informações podem ser utilizadas, aumentando, assim, a responsabilidade e os cuidados que as companhias devem colocar em prática para respeitar a regulamentação.

Independentemente do segmento de atuação da sua empresa, a segurança da informação deve ser considerada uma aliada para a organização e percebida como uma possibilidade de inovar processos já existentes. Apenas com uma estrutura interna solidificada é possível se destacar em um mercado tão concorrido. Seja para ganhar a confiança dos clientes, seja para criar ações e estratégias mais eficientes, proteger os dados da sua empresa é essencial.

Agora que você já sabe o que é segurança da informação, como investir nessa prática dentro da sua empresa e os benefícios para a sua reputação, o que acha de seguir por dentro de outros assuntos relevantes? Assine a nossa newsletter e receba conteúdos como este diretamente na sua caixa de entrada!

Você também pode gostar

Deixe um comentário