Armazenamento em nuvem: saiba tudo sobre o tema e confira exemplos!

armazenamento em nuvem
17 minutos para ler
DATA MESH

A dificuldade em encontrar falhas nos processos internos é muito comum para empresas dos mais diferentes segmentos e tamanhos, não é mesmo? Para que esse trabalho se torne mais simples, então, uma sugestão pode estar na busca por conhecimento sobre diferentes tecnologias e ferramentas. Um exemplo é o armazenamento em nuvem e todos os seus benefícios para as empresas.

Mas você sabe como essa tecnologia pode ajudar na implementação de novos processos organizacionais? Ou mesmo como pode reduzir custos e aumentar a receita do seu negócio? E o melhor de tudo: como pode ser a solução para quem quer mudanças e resultados mais rápidos? Sendo assim, é necessário entender tudo o que envolve esse universo, não acha?

A boa notícia é que reunimos tudo o que você precisa saber para entender como o armazenamento em nuvem pode abrir uma série de oportunidades para o seu negócio. Da explicação sobre o que é essa tecnologia, passamos pelo detalhamento dos seus diferentes tipos e provedores, até chegar aos exemplos de sucesso com a implementação de soluções em Cloud. Continue a leitura deste artigo para saber tudo isso e muito mais!

O que é armazenamento em nuvem?

O armazenamento em nuvem é uma tecnologia que permite que organizações e indivíduos utilizem servidores on-line para armazenarem informações, arquivos, redes e dados. Mas, como isso é feito? Por meio de um provedor de computação na nuvem que vai gerenciar e operar tudo isso como um serviço, o que pode representar, por exemplo, a substituição de espaços e servidores físicos.

Em vez de salvar os contratos da empresa em uma máquina específica, essas informações ficam armazenadas em um servidor on-line. Isso permite uma maior facilidade de acesso à informação, além do ganho em segurança e praticidade para a infraestrutura da organização como um todo. E esses centros de informação ficam em estações físicas espalhadas por todo o mundo, de forma estratégica.

Como funciona o armazenamento em nuvem?

Mas, na prática, como essa tecnologia funciona? O servidor contrato é responsável por fazer a conexão entre os dispositivos de uma pessoa da empresa e o data center em que as informações, programas e arquivos que ele quer acessar estão armazenados. A preocupação com o nível de segurança dos locais físicos em que os dados ficam armazenados é terceirizada.

Dessa forma, com a sua conta e credencial, o profissional pode acessar inúmeros arquivos de uma empresa, independentemente de onde ele esteja. Esqueça ter um espaço dentro da empresa apenas para armazenar os servidores, por exemplo. Essa estrutura física é substituída pela tecnologia em nuvem, que permite a conexão em tempo real com tudo aquilo que faz parte da rede específica.

Quais são os tipos de armazenamento em nuvem?

Também é fundamental entender que existem diferentes tipos de armazenamento em nuvem. Cada um deles vai solucionar um determinado problema e pode ter poucas respostas para outras demandas. Tudo isso reforça o papel de personalização dessa tecnologia, por isso é muito importante entender as diferenças e características de cada um deles:

  • pública: esse é o serviço em nuvem que é disponibilizado por um fornecedor terceiro, ou seja, o cliente não precisa pensar em gestão e manutenção do sistema, que pode ser gratuito ou pago, sempre de acordo com as suas demandas;
  • multi-cloud: esse tipo de armazenamento acontece quando são utilizadas duas ou mais nuvens públicas para armazenar as informações;
  • privada: esse é o modelo ideal para empresas que precisam de uma infraestrutura personalizada, utilizando o sistema com mais segurança e um maior controle de tudo o que está sendo armazenado na nuvem;
  • híbrida: ao decidir pela divisão da sua infraestrutura de armazenamento entre uma nuvem pública e uma privada, a empresa tem o modelo híbrido, que tem o principal benefício poder aproveitar as vantagens de cada sistema.

Quais são as opções de provedores de nuvem?

Além disso, também é muito importante se familiarizar com algumas opções de provedores de nuvem. Que tal conhecer mais?

AWS

A AWS tem uma tecnologia madura e uma extensa rede de parceiros para garantir a maior escalabilidade e disponibilidade para os seus clientes. É ideal para quem pretende expandir com flexibilidade e precisa de suporte especializado.

Microsoft Azure

Para organizações que têm familiaridade com o ambiente Microsoft, o Azure pode ser a opção ideal, especialmente pela integração simples e otimizada com outros serviços. Tudo isso dentro de uma infraestrutura robusta e segura.

Google Cloud

O Google Cloud tem a referência de ser uma plataforma de uma das principais marcas tecnológicas, o que ajuda na integração com outros aplicativos do Google. É excelente para quem usa esses serviços e busca alta capacidade de armazenamento.

Digital Ocean

O serviço de nuvem da Digital Ocean é voltado para empresas que buscam performance em operações comuns a partir de APIs, permitindo que os desenvolvedores agilizem seus processos, com a menor latência entre os servidores.

Alibaba Cloud

A Alibaba Cloud tem um grande diferencial que é o controle da sua própria rede e, consequentemente, da latência e da largura da banda, reduzindo problemas com congestionamento, ideal para quem trabalha com grandes volumes diários.

Quais são os benefícios do armazenamento em nuvem?

Mas, afinal, por que investir em armazenamento em nuvem vai ser benéfico para o seu negócio? Confira alguns dos motivos a seguir.

Acessibilidade

O primeiro benefício que pode ser destacado é a acessibilidade. Afinal, uma plataforma em Cloud não limita, por exemplo, o acesso aos documentos e arquivos de uma empresa de acordo com o dispositivo ou a localidade. Em um momento de globalização e avanços na Transformação Digital, permitir que os dados da organização sejam acessados de qualquer lugar do mundo é um diferencial competitivo.

Um gestor não precisa estar na sede da empresa para conferir o desempenho da sua equipe, por exemplo. Da mesma forma, um representante comercial pode acessar apresentações e outros documentos que podem ser úteis durante uma negociação com um cliente fora do escritório. Ou seja, todo o ecossistema da empresa passa a se conectar de qualquer lugar, promovendo essa facilidade estratégica.

Otimização de processos

Como consequência do tópico anterior, é natural também que aconteça uma otimização de processos na organização como um todo. A burocracia é reduzida e os fluxos de trabalho se tornam mais fluídos e eficientes. Equipes podem se conectar de qualquer lugar, assim como profissionais de diferentes times podem trabalhar em conjunto para otimizar os resultados e desempenho da empresa.

Acessar um documento, por exemplo, não se torna algo burocrático e trabalhoso. Utilizando as melhores tecnologias é possível estabelecer um fluxo de trabalho otimizado, garantindo que os processos funcionem de maneira integrada, evitando o retrabalho e aumentando a troca de informações entre os diferentes profissionais de uma empresa.

Produtividade

Outro aspecto importante que o armazenamento em nuvem proporciona é o aumento da produtividade da organização. Para começar, os profissionais têm maior liberdade e flexibilidade para trabalharem como e onde quiserem, não perdendo em nenhum aspecto dependendo do local físico em que estão.

Outro ponto importante é a organização dos fluxos de trabalho, que se tornam mais eficientes e diretos, garantindo um impacto direto no desempenho de cada profissional da empresa. Por fim, a redução da burocracia evita o desperdício de tempo com tarefas que pouco agregam valor ao negócio, permitindo que todos dentro da organização possam focar em atividades estratégicas.

Escalabilidade

A escala da Cloud Computing é feita sob demanda para suportar as cargas de trabalho. Com isso, mesmo em situações oscilantes, a empresa consegue manter o seu crescimento. Assim, o desenvolvimento do negócio não é limitado por questões de armazenamento. Essa escalabilidade abre uma série de oportunidades para que o seu negócio se estruture de acordo com os objetivos e metas específicos.

A empresa tem uma operação com poucos profissionais? Sem problemas, a estrutura em Cloud pode ser montada de acordo com essa demanda. O negócio tem registrado bons números e está na hora de expandir a operação ou adicionar mais funcionalidades para otimizar o trabalho da equipe? Tudo bem, a tecnologia possibilita a personalização de acordo com as necessidades de cada organização.

Segurança

Quem armazena dados na nuvem não corre risco de sofrer com deteriorações físicas. Do ponto de vista digital, com a migração a empresa incorpora serviços de segurança oferecidos pela plataforma contratada. Além disso, a nuvem garante uma maior segurança em caso de disaster recovery, por meio de backups contínuos e sofisticados.

Além da questão da segurança física, um ambiente em Cloud pode ser monitorado regularmente com maior precisão. Tudo isso vai evitar que ações maldosas acabem impactando as operações da sua empresa. É lógico que existem riscos — que vão ser apresentados mais abaixo —, mas é uma das soluções mais eficientes se o objetivo é construir uma infraestrutura de trabalho mais segura e eficiente.

CTA animado Cloud

Agilidade operacional

A flexibilização da nuvem permite implementar soluções como novas estratégias, processos, políticas de uso e ferramentas, bem como tomar decisões com muito mais rapidez, permitindo fazer análises preditivas mais assertivas de acordo com o comportamento do mercado. Isso representa um ganho em agilidade estratégica para a sua organização.

Além disso, um sistema Cloud torna as atualizações e correções de bugs mais práticas, por não precisar de instalação. Todas as atualizações são feitas e já transmitidas ao ERP (Enterprise Resource Planning), não sendo necessária nenhuma instalação ou auxílio de um técnico. Na prática, isso vai representar um ganho significativo em tempo e recursos utilizados no dia a dia de trabalho da empresa.

Redução de custos

Por fim, todos os itens mencionados acima contribuem para a criação de uma organização mais sustentável e eficiente. Não apenas no foco organizacional e produtivo, mas pensando também na redução de custos financeiros. O armazenamento em nuvem reduz, por exemplo, a necessidade de contar com espaços físicos que exigem um valor de locação muito maior para a empresa.

Ao mesmo tempo, a integração entre todos os profissionais e as diferentes áreas possibilita um ganho em desempenho e produtividade. Quando isso acontece em larga escala, a utilização de recursos da empresa se torna muito mais eficiente — seja para fazer uma viagem para converter um lead extremamente qualificado, seja para ganhar em tempo na hora de superar a concorrência por um contrato.

Quais são os pontos de atenção com o uso dessa tecnologia?

Como qualquer solução, o armazenamento em nuvem também exige alguns cuidados e pontos de atenção. Isso não significa que não seja uma tecnologia segura, apenas que também é necessário adotar boas práticas na sua implementação.

Um exemplo é um plano de contingência em caso de falha no servidor contratado. Como a empresa vai continuar funcionando mesmo com uma falha que foge do seu controle?

Erros humanos também podem prejudicar o seu funcionamento, mas uma política de treinamento e monitoramento de todos que fazem parte da empresa pode ajudar a resolver esse problema. Além disso, um trabalho extensivo de boas práticas internas de segurança também contribui para que toda a organização esteja mais protegida em seu dia a dia de trabalho.

Por fim, a equipe de tecnologia da empresa também precisa estar sempre monitorando eventuais malwares, invasões ou atualizações que possam afetar o funcionamento atual dos fluxos de trabalho da empresa.

Quais são as etapas para implementação do armazenamento em nuvem?

Você já entendeu como o armazenamento em nuvem é importante e pode beneficiar a sua organização, não é mesmo? O que acha, então, de se aprofundar um pouco mais nas etapas de implementação dessa solução? Vamos conferir.

Identificação de problemas

Avalie toda a infraestrutura de arquitetura, performance, segurança e governança atual dentro da sua empresa. A ideia é identificar os pontos positivos e os que podem ser otimizados com a migração. Sem um objetivo prévio, todo o seu planejamento pode ser desperdiçado. Afinal, como saber qual é a melhor opção para potencializar o seu negócio? Como saber qual tipo de nuvem pode ser mais útil para as suas necessidades?

Definição das aplicações que serão migradas para Cloud

Depois de realizar uma varredura, é hora de definir quais são as aplicações que serão migradas. O ideal é estipular uma ordem de prioridade para garantir que o sistema entre em funcionamento o mais rápido possível. É preciso ter muito cuidado para não perder informações nesse processo ou deixar a sua empresa parada enquanto essa mudança é realizada, o que exige bastante organização e planejamento.

Escolha do melhor tipo de nuvem

Em seguida, é o momento de definir qual é o melhor tipo de Cloud para a empresa. Qual é a infraestrutura da sua organização: pública, privada, compartilhada ou híbrida? Analise qual opção oferece melhores soluções para as suas necessidades. Lembra que mais acima falamos sobre a importância em ter um objetivo e todos os processos mapeados? É exatamente isso que vai ser resolvido nessa etapa, encontrando a solução ideal para o seu negócio.

Aquisição do provedor de Cloud mais adequado

A qualidade do provedor de Cloud também é muito importante. Afinal, de nada adianta ter um parceiro que não vai solucionar as suas dores. Busque por referências e avalie o custo-benefício antes de tomar a decisão. Faça diferentes entrevistas com os provedores para entender como cada um deles pode contribuir para que a sua organização aproveite todos os benefícios do armazenamento em nuvem.

Criação da infraestrutura no provedor de nuvem definido

Com todas essas questões resolvidas, é hora de iniciar a construção da infraestrutura em nuvem dentro do provedor definido. Não se esqueça de acompanhar de perto todas as mudanças e etapas. O ideal é contar com uma equipe especializada que possa contribuir com sua expertise e monitorar todo esse processo, garantindo que o seu provedor respeite todas as regulamentações e também o que foi combinado na definição de um contrato.

Migração

Com a infraestrutura concluída, a sua empresa pode começar a etapa de migração de todas as aplicações e informações para a nuvem, sempre considerando as necessidades da companhia. A equipe definida na etapa anterior também deve trabalhar de perto para garantir que tudo seja feito da melhor maneira possível, sem impactar o dia a dia de trabalho da sua organização.

Realização de testes e liberação da operação

Este é o momento de realizar alguns testes e validações para ter a certeza de que a solução entrega o que foi definido no planejamento inicial. O ideal é ter alguns momentos diferentes para essa testagem, garantindo que eventuais falhas sejam corrigidas e a solução seja implementada de maneira mais efetiva e definitiva dentro da sua organização. Em seguida, já pode ser feita a liberação da operação.

Acompanhamento para otimização

O processo de implementação de Cloud nunca se acaba, já que é preciso acompanhar e monitorar o desempenho do ambiente para encontrar maneiras de aprimorar todo o sistema. Os resultados estão excelentes? Isso é um bom sinal, mas o acompanhamento de tudo o que está acontecendo no ambiente é fundamental para evitar qualquer desempenho inferior ou falhas que possam atrapalhar a organização como um todo.

Quais são os melhores exemplos de armazenamento em nuvem para empresas?

Nada melhor do que conferir alguns exemplos para entender um pouco mais sobre os benefícios do armazenamento em nuvem, não é mesmo?

Empresa de meios de pagamentos digitais

Um dos cases de sucesso da BRQ quando se fala em armazenamento em nuvem é em parceria com uma empresa de meios de pagamentos digitais no Brasil, que revolucionou o seu negócio a partir dessa tecnologia. O desafio era complexo: para ampliar a segurança interna dos seus dados, seria necessário fazer uma renovação e modernizar toda a sua infraestrutura hospedada em servidores físicos.

Sendo assim, a empresa procurou a BRQ para realizar a migração para a nuvem. Assim, o cliente conseguiu maior flexibilidade, confiabilidade e mais segurança para as suas operações.

Como resultado dessa parceria, a disponibilidade dos ambientes de armazenamento aumentou para 99,99%. Ou seja, a empresa parou de pagar por um servidor físico que não era utilizado na prática. Além disso, 25% dos servidores da companhia foram desativados, o que resultou em uma redução de 40% nos custos operacionais da organização.

Corretora de investimentos

Uma das maiores corretoras de investimentos do Brasil identificou a necessidade de otimizar os processos internos. Até então, esse fluxo de trabalho era feito a partir de planilhas e muitas tarefas manuais, o que apresentava uma série de riscos para a organização. Além disso, significava também uma empresa sem uma visão centralizada de tudo o que estava acontecendo no negócio.

A solução proposta pela BRQ, então, foi a utilização do Atend Channels, uma ferramenta que oferece não apenas o armazenamento em nuvem, mas permite o cadastro e monitoramento de contratos e relatórios em dashboards intuitivos e com uma interface simples. Dessa forma, além da melhoria operacional, a corretora passou a contar com uma infraestrutura mais segura, automatizada e aderente à LGPD.

Com a aplicação dessa tecnologia, os benefícios foram visíveis desde o início do processo: o custo de implementação da solução foi 4,5 vezes menor do que era esperado inicialmente. Além disso, o time-to-market — o tempo até que o produto fosse colocado em prática — foi três vezes mais rápido, permitindo uma atuação mais eficiente da corretora dentro do seu mercado.

O armazenamento em nuvem é, portanto, uma solução que precisa ser levada em consideração no planejamento estratégico do seu negócio. Não importa qual é o seu objetivo principal, essa tecnologia pode apresentar uma série de oportunidades e vantagens para a sua empresa, potencializando a produtividade e até mesmo questões financeiras que impactam a sustentabilidade da organização.

Agora que você já tirou todas as suas dúvidas sobre como funciona o armazenamento em nuvem e sabe exatamente como pode agregar valor ao seu modelo de negócio, o que acha de dar o próximo passo? Entre em contato com a nossa equipe para estruturar um plano personalizado e exclusivo para atender as necessidades da sua organização com soluções em Cloud!

Cultura data-driven
Você também pode gostar

Deixe um comentário

4 × um =