Inteligência artificial nas empresas: por que investir em IA?

inteligência artificial nas empresas
6 minutos para ler

A tecnologia transforma constantemente o modo como os empreendimentos fazem negócio. Isso se intensificou nos últimos anos com o avanço da Transformação Digital. Hoje, novos recursos e ferramentas estão à disposição não só para tornar os processos mais rápidos e eficientes, mas também mais estratégicos. É aí que entra a utilização da Inteligência Artificial pelas empresas.

Quem não estiver preparado ou mesmo disposto a se aliar a essa possibilidade pode perder oportunidades importantes e acabar ficando para trás. E isso não é nenhum exagero, visto que a IA é uma tendência que veio para ficar.

Quer entender mais sobre o assunto e aprofundar um pouco mais o tema? Continue com a gente até o final deste post e saiba mais!

O que é Inteligência Artificial corporativa?

Se há algum tempo Inteligência artificial era uma expressão que soava futurista e até fictícia, hoje ela já é uma realidade — e nem por isso está associada a robôs tomando decisões perigosas, como nos filmes.

Na verdade, o seu objetivo é principalmente simular a capacidade humana de pensar para tornar o dia a dia mais fácil, seja na hora de fazer uma busca na internet, acessar nossos conteúdos favoritos no streaming ou até resolver um problema pelo chat da empresa.

O que essa tecnologia faz é basicamente permitir que as máquinas entendam e reproduzam alguns comportamentos apresentados pelo ser humano. Nesse sentido, Machine Learning e Deep Learning têm um papel muito importante.

Além disso, é comum a IA ser aplicada junto de algum tipo de automação de processos. Funções mais básicas e repetitivas, como o atendimento de reclamações, podem ser feitas por meio de Intelligent Business Automation, gerando ainda mais valor para o cliente.

Por que investir em IA nas empresas?

Agora você vai entender por que é tão importante que as empresas invistam em Inteligência Artificial. Fique de olho!

Potencializa decisões de negócios

Não, a IA não vai tomar as decisões por você (a menos que você a programe para esse fim). Em vez disso, ela vai sintetizar as opções disponíveis e elencá-las de acordo com a relevância e a probabilidade de sucesso para que você saiba o que fazer. Portanto, as decisões mais importantes para o negócio serão tomadas com mais segurança.

Em contrapartida, aquelas resoluções mais simples e operacionais podem ser automatizadas. Isso poupará tempo de execução e aumentará a precisão e a eficiência dessas atividades.

Faz máquinas aprenderem e evoluírem

O Machine Learning é um adendo importante da Inteligência Artificial corporativa. Ele permite que os sistemas sejam retroalimentados pelas informações captadas ao longo do processo. Assim, quanto maior for o volume de dados de entrada, maior será a precisão do seu processamento e a consequente ação.

Os dados são contextualizados pelos algoritmos e podem ser entregues aos tomadores de decisão estratégica para entender qual é a melhor maneira de resolver aquelas demandas que ainda não estão bem definidas.

Facilita a detecção de fraudes e eleva a autonomia das máquinas

Com o tempo e a adoção dos recursos certos, a Inteligência Artificial alcança uma condição de aprendizado profundo. Isso é fundamental para aquelas ações consideradas mais avançadas, como o reconhecimento de fraudes, que só é possível com a sensibilização a uma ampla gama de fatores.

Um exemplo de maior autonomia das máquinas por meio do aprendizado profundo são os carros automáticos, que calculam uma grande quantidade de informações em curto prazo para tomarem as melhores decisões em termos de velocidade, economia, agilidade e segurança.

Eleva a segurança da informação

A segurança da informação também é uma preocupação constante das empresas, especialmente se elas estão massivamente presentes no meio digital. Portanto, quando se trata de buscar falhas no sistema de defesa dos computadores, a Inteligência Artificial é uma grande aliada.

Como a IA é aplicada? Veja 5 exemplos

Chegou a hora de entender como as empresas estão aplicando novas tecnologias, como a Inteligência Artificial corporativa. Confira:

1. Uso de chatbots

Os chatbots foram uns dos primeiros recursos a receberem a IA nas empresas. Essa ferramenta de atendimento ao cliente era, muitas vezes, lenta e gerava uma resposta bastante demorada para os consumidores, deixando-os insatisfeitos.

Hoje, no entanto, todo o processo de contato é automatizado pelas máquinas e as interações são pré-programadas. Então, quando você envia uma mensagem, a máquina identifica suas palavras de busca e gera os resultados mais prováveis, agilizando a resolução do problema e melhorando a sua experiência com a marca.

2. Recomendações no site

A Inteligência Artificial também ajuda a identificar e a promover produtos e serviços que mais tenham a ver com o comportamento de compra de um determinado consumidor. Assim, as lojas virtuais mostram aqueles itens que têm mais relevância, aumentando as chances de o público abrir a página do produto e fechar a compra.

3. Desempenho dos colaboradores

A Inteligência Artificial também monitora a performance dos colaboradores de uma equipe, fazendo previsões e análises do seu comportamento. Isso é importante ao indicar ações necessárias para evitar a queda na produtividade, como um novo treinamento ou reciclagem.

4. Recrutamento inteligente

Uma forma bastante popularizada de utilizar a Inteligência Artificial tem sido para o recrutamento inteligente. Em vez de um profissional do RH ficar avaliando uma pilha de currículos, é possível digitalizar todas as informações, cruzar os dados com requisitos predefinidos e mapear os profissionais com melhor potencial para as vagas.

5. Predições de vendas e marketing

A Inteligência Artificial nas empresas é capaz de fazer a predição comportamental dos seres humanos, antecipando suas decisões em algumas circunstâncias. Esse é um recurso importante para ser usado em campanhas de marketing e no desenvolvimento de novas soluções.

Além disso, é possível qualificar o atendimento ao consumidor apenas entendendo o que é esperado por ele. Por isso, o Machine Learning também contribui para que o sistema aja da forma mais inteligente possível frente a uma decisão de atendimento sem ser reprogramado. O programa aprende com os próprios dados coletados ao longo do processo.

É inegável o quanto a Inteligência Artificial tem o potencial de facilitar a vida das empresas e gerar vantagens competitivas. Desde a otimização de processos até a criação de experiências personalizadas, o negócio pode se tornar muito mais atrativo e encantador tanto para o público externo quanto para o interno.

Isso contribui para a criação de oportunidades muito melhores e para a otimização do desempenho e dos resultados do negócio. Não considerar essa tecnologia com certeza será muito prejudicial.

Que tal impulsionar seu negócio com automação de processos e Inteligência Artificial? Converse com a gente para aplicarmos as melhores soluções sob medida para suas necessidades!

Você também pode gostar

Deixe um comentário

treze + dezenove =