Como a BRQ aplica as metodologias ágeis nos projetos desenvolvidos?

metodologias ágeis
7 minutos para ler

A transformação digital não significa apenas utilizar novas tecnologias e ferramentas na rotina de trabalho de uma empresa. É um processo muito mais amplo e que exige uma mudança cultural na organização. E parte dessa mudança está na adoção de metodologias ágeis durante o desenvolvimento dos mais variados projetos realizados por uma companhia.

Por mais que você já tenha ouvido falar sobre esse conceito, sabe realmente como ele pode ser utilizado na organização? Sabe como a BRQ faz para trazer a Agilidade nos projetos desenvolvidos? E ainda mais importante: sabe quais são os benefícios ao utilizá-las nas diferentes áreas da empresa?

O que acha, então, de tirar suas dúvidas sobre o assunto? Convidamos profissionais da BRQ envolvidos diretamente no uso do Ágil para esclarecer todos esses questionamentos e garantir que você entenda a importância de aplicar a agilidade no dia a dia da sua empresa. Confira!

O que são metodologias ágeis?

De acordo com André Suman, coordenador de Projetos na BRQ, essa questão começou com a busca de desenvolvedores por alternativas ao gerenciamento tradicional de projetos. O motivo? Os processos não acompanhavam o dinamismo exigido nos mais diferentes setores do mercado, com entregas lentas, burocráticas e com pouco valor para os negócios. Atrasos e estouros de orçamento eram muito frequentes.

“Com a Agilidade temos um trabalho mais interativo e incremental, melhoria contínua, respeito às pessoas, com ciclos curtos e sempre focados em entregar valor ao cliente. As metodologias ágeis são, portanto, um grande compilado de frameworks, métodos, processos, ferramentas de gestão do trabalho e de pessoas, que proporcionam o respeito aos indivíduos e um trabalho eficiente e eficaz”.

André completa, ressaltando que não se trata apenas de uma velocidade maior para a execução de um projeto, mas também da capacidade de adaptação aos desafios e cenários que podem se desenhar em um curto período.

“Ágil não é exatamente velocidade, mas sim a capacidade de mudar de direção com facilidade e é isso que o mercado exige das empresas em geral. Uma companhia ágil consegue se adaptar rapidamente para encontrar as soluções necessárias e, assim, alcançar os objetivos”.

Para Maira Moura, Agile Coach na BRQ, a implementação dessas metodologias contribui para a criação de soluções cada vez mais eficazes e adequadas para ter o efeito desejado nos resultados dos clientes.

“O uso das metodologias ágeis permite que a nossa equipe encontre os erros de um projeto mais cedo, tendo o tempo necessário para fazer as correções e gerar uma solução ainda mais completa e pronta para transformar o negócio do cliente”.

Quais são as principais metodologias ágeis aplicadas nos projetos da BRQ?

Como foi explicado acima, o Ágil não só representa um conjunto de técnicas, estratégias e conceitos que buscam tornar o trabalho mais eficaz, mas uma questão cultural. Como as soluções da BRQ são sempre personalizadas de acordo com as demandas do cliente, diferentes caminhos são utilizados para colocar o conceito em prática, segundo André.

“Nós temos um framework BRQ que nos ajuda a atender cada situação. É muito comum utilizarmos o Scrum, mas também utilizamos o Método Kanban para promover as mudanças evolucionárias. Nas fases de descoberta temos profissionais experientes que ajudam a entender o real problema do negócio através de inceptions, validação de hipóteses e design de soluções. Quando temos desafios maiores, trabalhamos com múltiplos times em modelos de escala”.

Outro conceito que contribui para a eficiência é o DevOps.

Cultura data-driven

“Para acelerar alguns processos, utilizamos práticas de DevOps. A ideia é integrar a fase de desenvolvimento com operações. Assim, não existem fronteiras entre o desenvolvimento e o software rodando em produção. Essa é uma solução excelente para encurtar o fluxo de entrega e automatizar os testes realizados ao longo do projeto”.

Como as metodologias ágeis são implementadas nos projetos BRQ?

Para Gabriela Corrêa, que também é Agile Coach na BRQ, mais importante do que o framework utilizado ou a estratégia adotada é explorar a participação nos projetos que as metodologias ágeis oferecem, tornando a cultura da empresa mais colaborativa.

“As diferentes metodologias ágeis representam uma forma de trabalho em que todos os profissionais conseguem contribuir para o produto final. Não recebemos um pedido e entregamos o produto. A gente constrói uma solução com o cliente. Adicionamos o nosso conhecimento e domínio para, em parceria, chegar ao resultado mais adequado”.

Maira reforça essa ideia e explica o efeito prático do processo de implementação do Ágil nos projetos da BRQ.

“A adoção das metodologias contribui para aumentar a motivação dos profissionais envolvidos no projeto, por exemplo. Isso aumenta o engajamento e faz com que todos sejam mais produtivos, já que a participação é ativa em todos os momentos. Os projetos são implementados, portanto, sempre com ações em conjunto com os nossos clientes”.

As metodologias ágeis aproximam a BRQ dos seus clientes, garantindo que o resultado seja o mais satisfatório possível, segundo Gabriela.

“A gente quer entender a razão de o cliente ter aquela demanda. No varejo, por exemplo, precisamos entender quem é o consumidor final antes de começar a criar uma solução. As metodologias ágeis permitem que a gente seja mais propositivo e até mesmo questionador, aumentando as chances de criarmos uma solução ideal para o nosso cliente e, é claro, para o cliente final”.

Quais são os principais resultados da adoção de metodologias ágeis nos projetos?

Com o Ágil utilizado nos projetos da BRQ, os benefícios são os mais variados e impactam não só o cliente direto, mas também o consumidor final daquele produto. André explica que os ganhos podem ser muitos, como a criação de fluxos mais eficientes de trabalho, economia de recursos ou mesmo o ganho em produtividade.

“A BRQ ajuda o cliente a ter um negócio que responde mais rápido e com mais qualidade ao mercado. Assim, ele pode entregar soluções que seus clientes, de fato, precisam. Na área de logística, por exemplo, é possível economizar milhões de reais ao ano ao usar dados para fazer uma redefinição mais inteligente das rotas dos caminhões utilizados pela empresa”.

Mas não é apenas no resultado final que as metodologias ágeis impactam. Gabriela reforça que a flexibilidade dos projetos ágeis garante maior segurança para os clientes da BRQ.

“A cultura colaborativa oferece mais segurança para o cliente de que estamos construindo uma solução conforme ele precisa, mas também tranquilidade em eventuais mudanças de planos. Imagine se uma lei surge e é preciso reformular o projeto, algo muito comum no mercado financeiro. A flexibilidade garante que o projeto seja adaptado aos novos cenários sem alterar os resultados”.

Dentro de um cenário de alta competitividade no mercado, é fundamental encontrar maneiras de otimizar os seus resultados. Independentemente da demanda do seu negócio, a transformação digital oferecida pela BRQ pode contribuir para o desenvolvimento de processos mais eficientes, econômicos e velozes.

Agora que você já sabe como a BRQ aplica as metodologias ágeis nos projetos desenvolvidos, o que acha de dar o próximo passo e começar a mudar o panorama da sua empresa? Entre em contato conosco, conheça o nosso portfólio de serviços e descubra como podemos ajudar o seu negócio a otimizar os resultados!

Você também pode gostar

Deixe um comentário

treze − 2 =