Confira os principais tipos de provedor de nuvem e suas vantagens!

fundo azul escuro e no centro uma mão branca segura um tablet virado para cima; saindo dele há uma nuvem azul brilhante.
6 minutos para ler
DATA MESH

A Cloud Computing traz mais produtividade, visão e inovação para empresas que buscam competitividade na era digital. Mas, mesmo com tamanha importância, muitos gestores ainda têm dúvidas sobre como investir nessa tecnologia.

Uma das perguntas mais comuns é sobre o papel do provedor de nuvem dentro do processo de migração. Se você também quer entender mais sobre o assunto, este artigo vai mostrar tudo o que você precisa saber sobre os principais provedores de serviços em nuvem do mercado. Continue lendo!

O que é um provedor de nuvem

Um provedor de nuvem, também conhecido como Cloud Service Provider (CSP), é uma empresa especializada que constrói e mantém uma infraestrutura de data center e oferece seus recursos de armazenamento e processamento para clientes por meio da internet.

Seu objetivo é criar uma suíte de produtos em uma plataforma digital, incluindo espaço em disco para dados, ferramentas de produtividade virtualizadas, sistemas de gestão, entre outros. Quanto mais bem equipado é o provedor de nuvem, mais serviços e soluções ele pode oferecer remotamente para seus clientes em diversos modelos de entrega.

Como funciona um provedor de cloud

A ideia por trás de um CSP vem do mesmo formato de implantação e gestão de data centers dentro de empresas. A diferença está apenas na dinâmica de construção e na transformação do que era um suporte interno para um serviço externo.

Em vez de cada organização comprar e instalar seus servidores de uso local (on-premise), estes se tornam o negócio da empresa especializada. O provedor cria seu ambiente digital e o particiona entre clientes que acessam os recursos via internet. Assim, você não precisa mais investir em um data center próprio para manter os dados, podendo alugar esse espaço dentro de um serviço de assinatura mais flexível e escalável.

Os principais provedores de nuvem

Atualmente, existem diversos tipos de serviços de cloud no mercado, cada um com sua proposta e suas ofertas. Porém, quando falamos em robustez, segurança e acesso a serviços de primeira linha, as três gigantes da tecnologia se destacam em seus serviços próprios. Veja quais são.

Microsoft Azure

O Azure da Microsoft é um serviço completo de nuvem para empresas do mundo inteiro. Conta, além do armazenamento de dados, com uma plataforma centralizada de gestão, incluindo suporte para IA + Machine Learning e Internet das Coisas (IoT).

Tem soluções completas não apenas de gestão, mas para o desenvolvimento de soluções digitais, além de virtualização de máquinas para trabalho remoto.

Google Cloud Platform

A Google Cloud Platform, ou GCP, é outro serviço que se consolidou como uma realização de toda a expertise de internet, nuvem e armazenamento dessa gigante da tecnologia.

Com todas as soluções que se espera de um grande provedor de nuvem, o GCP tem um grande foco em análise de dados e inteligência de negócio. São mais de 150 produtos oferecidos por Cloud Computing, do armazenamento à gestão inteligente de métricas de negócio.

Amazon Web Services

Serviços de cloud surgiram de forma natural em algumas empresas, mas foi uma grande percepção de futuro para a Amazon, que não investia tanto em serviços digitais antes de lançar sua nuvem.

E foi uma aposta muito certa. Hoje, a Amazon Web Services, ou AWS, é líder de mercado, com data centers de ponta instalados no mundo inteiro e soluções flexíveis de cloud que focam na customização para tipos diferentes de negócio.

CTA animado Cloud

Vantagens e desvantagens dos principais provedores

Quando uma empresa investe em um dos três CSPs que citamos, não há muito como errar. São serviços completos e robustos, que oferecem as melhores soluções tecnológicas do mercado.

Mas, mesmo assim, existem algumas particularidades de cada um que podem ajudar você a escolher a solução ideal no seu caso. Veja os pontos mais importantes de comparação e as variações de entrega.

Segurança

Neste primeiro quesito, podemos destacar todas as opções como muito válidas. Tanto Google quanto Microsoft e Amazon oferecem sistemas muito seguros e confiáveis de gestão na nuvem. O que faz diferença nesses casos é a capacidade da sua empresa de implementar e educar os colaboradores no uso desses ambientes digitais.

Velocidade e latência

A velocidade e a latência no acesso à nuvem dependem muito da localização dos servidores e da performance do sistema dentro da empresa. A princípio, todas as nuvens líderes do mercado apresentam desempenho suficiente até para o uso mais pesado de Cloud Computing. Talvez seja apenas uma questão de testar cada uma delas e analisar a performance específica para sua região e necessidade de acesso rápido à informação.

Armazenamento

A capacidade e quantidade de armazenamento dependem muito do tier de serviço que sua empresa vai contratar. Neste ponto, a AWS tem um destaque por ser líder no mercado em nuvem pública.

A Google Cloud conta com a grande infraestrutura da empresa. Já o Azure foca bastante na implantação da cloud para empresas, incluindo suporte para nuvem híbrida.

Integração

Na parte de integração, Microsoft e Google possuem suas próprias ferramentas nativas de produtividade (pacote Office e Google Drive, respectivamente).

Ou seja, se sua empresa já utiliza algumas dessas soluções na rotina, pode ser mais rápido e natural a migração para a cloud que tem integração total com os softwares usados.

Custo e benefício

No fim, qualquer uma das escolhas será acertada se estiver alinhada com as necessidades e objetivos da sua empresa. Portanto, nós incentivamos você a pesquisar sobre as soluções das três empresas para encontrar aquela que oferece o melhor equilíbrio para você em recursos de gestão, produtividade e custos.

Como usar um provedor de nuvem na sua empresa?

Independentemente da sua escolha, o que vai realmente consolidar a Transformação Digital na sua empresa é a forma como se implementa e utiliza a nuvem na rotina de trabalho.

Nesse sentido, sua jornada de migração não deve se resumir a encontrar a melhor alternativa de mercado, mas se basear em um verdadeiro planejamento de Cloud Computing. É um processo tão importante hoje que uma parceria de inovação na nuvem, como a BRQ oferece, pode fazer muita diferença para seu resultado.

Contar com um bom provedor de nuvem é garantir a infraestrutura tecnológica que você precisa para continuar crescendo. É uma busca por inteligência, eficiência e dinamismo nas estratégias de negócio.

Que tal então saber ainda mais sobre esse processo? Leia agora nosso artigo especial sobre migração para cloud!

Cultura data-driven
Você também pode gostar

Deixe um comentário

3 × 3 =