Como e por que o design estratégico alavanca performances?

para ilustrar design estratégico a foto tem foco em uma mão branca que segura uma caneta preta apontando a imagem de celulares em um papel; é possível ver os dedos de uma mão preta do lado esquerdo e ao fundo uma mesa com papéis e itens de escritório.
6 minutos para ler
DATA MESH

Você sabia que 82% dos clientes já deixaram de comprar de uma empresa após terem experiências ruins? E que 81% dos consumidores gastam mais quando elas são boas? Esses são só alguns dos dados de uma pesquisa da Opinion Box que confirmam a importância de buscar continuamente maneiras de melhorar esse aspecto.

Isso vem acontecendo com a adoção de tecnologias, como a Inteligência Artificial, nos processos de atendimento. Entretanto, nenhuma inovação entregará o máximo resultado se não estiver em sintonia completa com a estratégia corporativa. Assim, o design estratégico se destaca como uma estrutura pilar para tanto.

Quer entender do que se trata esse conceito e muito mais? Então, confira as informações que preparamos neste conteúdo!

O que é design estratégico?

Trata-se de uma abordagem ao processo de desenvolvimento e criação de design que utiliza de forma estratégica os elementos visuais para alavancar resultados que vão além do ganho estético. Para isso, considera desde os interesses ou demandas do público-alvo até os objetivos da empresa, a fim de entregar um resultado certeiro.

Essas entregas incluem layouts ou interfaces digitais, identidade de marca, projetos de produtos, serviços ou soluções, itens ou cenários gráficos completos, jornadas de comunicação etc.

Assim, mais que aumentar o valor agregado que imagens, cores, tipografias e outros itens geram, essa proposta surgiu no contexto inovador da transformação digital para responder a novos requisitos relacionados, como usabilidade e utilidade. Portanto, o principal objetivo do design estratégico é proporcionar uma experiência encantadora ao cliente final.

Dessa forma, sua implementação envolve uma equipe completa de especialistas para cobrir um amplo espectro de necessidades. Na prática, seu funcionamento ainda exige a mudança de processos e mentalidades empresariais. Nesse sentido, já no planejamento, o foco principal deve estar nos consumidores.

Quais são as projeções de resultados para um negócio?

Pelo visto, essa abordagem propõe um design de experiência para oferecê-lo como tal. Assim, o primeiro efeito que sua adoção gera é valorizar os elementos visuais e colocá-los a serviço de toda a estratégia do negócio, alavancando performances.

Em consequência disso, a comunicação da empresa se posiciona com maior eficiência e coesão, melhorando a percepção de seu público sobre o empreendimento. Já seus canais digitais se tornam fáceis de usar, proporcionando uma jornada positiva para os consumidores.

Por fim, a inovação é outro destaque entre os resultados da implementação do design estratégico. Afinal, tanto a forma como desenvolve os projetos favorece soluções mais criativas quanto esse é um de seus objetivos. Ou seja, tudo passa a contribuir para isso.

Quais são as suas etapas?

Trata-se de uma atividade complexa. Por um lado, deve ser inovadora e por outro, precisa responder às necessidades práticas do público-alvo. Por isso, o design estratégico envolve um conjunto de etapas. São elas:

CTA animado Cloud
  • delimitação do problema;
  • contextualização;
  • construção de cenários e caminhos;
  • elaboração do conceito de design;
  • definição de recursos e requisitos;
  • planejamento dos processos;
  • prototipação e testagem;
  • revisão e ajustes;
  • execução e entrega;
  • acompanhamento e melhorias.

Como aplicar essa abordagem na empresa?

A aplicação do design estratégico na empresa muda completamente o modo como os projetos, os produtos, a comunicação e a marca são desenvolvidos. Para que isso realmente funcione, algumas dicas podem ajudar. Veja quais são, a seguir!

Entenda todos os aspectos envolvidos

Por se tratar de uma abordagem abrangente, o primeiro passo para implementar o design estratégico em uma empresa é compreender todos os aspectos envolvidos ou que o influenciam. Para isso, desde pesquisas de User Research até aquelas sobre o clima corporativo são as ferramentas ideais para gerar uma análise interna e uma externa completas, que indiquem:

  • mentalidade da equipe;
  • cultura organizacional;
  • tendências de mercado;
  • comportamentos, desejos e demandas do público-alvo;
  • recursos disponíveis.

A partir da coleta desses elementos, é possível construir cenários e selecionar os melhores rumos para seguir. Além disso, conceitualmente, o negócio passa a ter um guia no qual se basear para criar suas estratégias e desenvolver suas soluções.

Planeje, projete e alinhe

Ainda com base nessa análise inicial, um plano de ação deve ser montado, estipulando objetivos, recursos e práticas. Somente com isso é possível acumular os meios necessários para efetivamente realizar as ideias.

Outra parte importante dessa fase é projetar como transformar os conceitos em atividades, soluções ou produtos. Ou seja, tornar o que foi entendido de forma teórica em algo concreto, que gere valor para a empresa.

Por fim, não deixe de alinhar com a equipe todos esses elementos, para que eles contribuam com sua visão e saibam onde o negócio quer chegar. No final das contas, são os colaboradores que executam a estratégia.

Teste na prática

O resultado do design estratégico é sempre uma entrega — de um produto, interface, plano de posicionamento de marca etc. Porém, para colocar qualquer um desses itens em prática com sucesso, testes ou protótipos são fundamentais.

Desse modo, desde testagens internas, em que a equipe procura falhas e oportunidades de melhoria, até avaliações beta de potenciais clientes são opções para viabilizar esse tipo de análise, obtendo insights úteis para o projeto.

Qual é a importância de investir nisso?

Essa abordagem é fruto da junção de design com estratégia. Ou seja, precisa ser, simultaneamente, conceitual e prática. Somente dessa forma é capaz de agregar valor por meio de vantagens que incluem:

  • melhora da imagem do empreendimento por tornar seu posicionamento no mercado claro, gerando maior reconhecimento de marca;
  • maximização da fatia do público-alvo atingida, por levar a entregas mais eficientes e direcionadas;
  • elevação da colaboração entre toda a equipe, aumentando a coerência e a efetividade dos resultados;
  • ampliação do volume de ideias inovadoras e criativas surgidas no negócio;
  • aumento da satisfação dos clientes, ao proporcionar experiências diferenciadas, fidelizando um número maior de consumidores;
  • crescimento da lucratividade, ao colocar a empresa à frente da concorrência, acelerando o desenvolvimento de soluções diante das necessidades do mercado.

O design estratégico se posiciona como uma abordagem capaz de colocar os elementos visuais que compõem essa proposta a serviço da experiência do cliente. Ou seja, promove melhorias nas entregas ao consumidor, alavancando a performance do empreendimento a partir disso.

Sabe quem oferece o serviço de design estratégico? A BRQ Digital Solutions, por meio de sua Experience Agency. Então, não perca tempo, entre em contato e descubra tudo o que podemos fazer pelo seu negócio!

Cultura data-driven
Você também pode gostar

Deixe um comentário

doze + 7 =