Infraestrutura de Cloud Computing: o que é, formatos e características

uma mão branca segura um tablet voltado pra cima; acima dele há o desenho de uma nuvem e ícones saindo dela como telas, computadores, celulares, antenas, etc.; ao fundo há uma janela e uma cadeira com efeito borrado azul.
7 minutos para ler
DATA MESH

A computação em nuvem, ou Cloud Computing, é uma tecnologia que se popularizou muito no mercado pela eficiência. Isso porque ela permite o compartilhamento de arquivos de maneira remota, com possibilidade de acesso em qualquer parte do mundo.

Contudo, apesar de todas essas vantagens, pode ser difícil entender qual infraestrutura de Cloud Computing adotar na empresa. Pensando nisso, preparamos um artigo explicando todas as características da computação em nuvem, seus diferentes modelos e benefícios. Boa leitura!

O que é a infraestrutura de Cloud Computing?

A infraestrutura de Cloud Computing é o conjunto de itens de hardware e software necessários para viabilizar a tecnologia em nuvem. Nesse sentido, ela inclui não só a computação em si, mas também, outros elementos, como:

  • servidor;
  • rede;
  • armazenamento;
  • recursos de virtualização.

Já os recursos de virtualização contêm elementos como switches de rede, servidores, memória e clusters de armazenamento. Além disso, a infraestrutura de cloud, geralmente, inclui uma interface de usuário para que todos os recursos virtuais sejam gerenciados.

Como é composta a infraestrutura de Cloud Computing?

A infraestrutura de cloud, na sua versão virtualizada, proporciona as mesmas funções da versão física. O modelo direto na nuvem também conta com elementos adicionais, como a redução do custo de contratação, a escalabilidade e a capacidade de dimensionamento.

A infraestrutura de Cloud Computing está disponível para sistemas em nuvem privada, híbrida ou pública — falaremos mais desses tipos adiante. Também é possível alugar componentes de um provedor na forma de infraestrutura como serviço (IaaS) de nuvem.

Outro detalhe interessante é que a infraestrutura proporciona a integração de softwares e hardwares, além da possibilidade de uma única plataforma de gerenciamento para diversos serviços em nuvem.

De que forma a Cloud Computing está presente em empresas brasileiras?

A nuvem possibilita que seus usuários compartilhem arquivos e se comuniquem de maneira simples e rápida. Colaboradores conseguem sincronizar documentos e informações, assim como acessá-los rapidamente. Entre os diversos usos da Cloud Computing nas empresas brasileiras, podemos destacar:

  • backup automatizado de arquivos;
  • informação acessível nos meios on-line;
  • sincronização das informações;
  • compartilhamento de documentos;
  • segurança dos dados;
  • menor dependência do hardware.

Recentemente, o estudo “Mercado Brasileiro de Software — Panorama e Tendências 2020” mostrou que os gastos das empresas nacionais com nuvem ultrapassaram R$ 1 bilhão, o que mostra a confiança na tecnologia para otimizar processos.

Quais são os tipos de serviços de Cloud Computing?

Podemos dividir a infraestrutura de Cloud Computing em dois conceitos: tipos de serviços que são disponibilizados e tipos de nuvem. Primeiro, falaremos dos serviços.

IaaS

O IaaS, Infrastructure as a Service, é um modelo de infraestrutura no qual a empresa adquire apenas os recursos necessários para atender aos seus objetivos de negócio. Nesse sentido, a contratante adquire um serviço sob demanda, o que auxilia na redução de gastos sem comprometer os resultados.

A infraestrutura como serviço disponibiliza componentes básicos da computação em nuvem. As empresas que contratam esse modelo têm armazenamento de dados remoto e a possibilidade de escalar, isto é, contratar o espaço na cloud de acordo com suas necessidades.

SaaS

Nesse serviço, cuja sigla é Software as a Service (software como serviço), a empresa contrata uma versão da nuvem cujo acesso é via internet, por meio de um software alocado na rede. Isso elimina a necessidade de downloads de programas ou de problemas com configuração.

Nesse modelo, o programa é operado virtualmente. Entre os benefícios do SaaS, podemos citar:

  • facilidade de uso e implementação;
  • maior acessibilidade;
  • boa integração com outras ferramentas;
  • despesas e custos de manutenção menores.

PaaS

No PaaS, Platform as a Service (plataforma como serviço), há a possibilidade de gerenciar e armazenar aplicações. Essa versão é um completo ambiente de desenvolvimento, que conta com sistemas operacionais, aplicativos de gerenciamento de banco de dados e ferramentas de programação, entre outros.

CTA animado Cloud

Com o SaaS, a empresa contratante do serviço consegue desenvolver, executar, customizar e, até mesmo, otimizar softwares. Com a solução, é possível implementar e gerir suas próprias aplicações.

Quais são os principais serviços de nuvem?

Agora que falamos do que a nuvem oferece para as empresas, mostraremos os tipos distintos de Cloud Computing.

Pública

Na nuvem pública, toda a infraestrutura é fornecida por uma empresa parceira. Nela, os recursos são acessados on-line e são delimitados de acordo com a capacidade contratada sob demanda.

Contratantes de serviço de nuvem público não precisam investir na infraestrutura de tecnologia, nem se preocupar com o gerenciamento ou a configuração do ambiente. Essa versão se destaca pela rapidez de implementação, uma vez que basta determinar a configuração necessária.

A capacidade de escalar as operações também é outro ponto positivo, uma vez que a nuvem pública oferece maior facilidade para adicionar recursos ao ambiente.

Privada

Ao contrário do que ocorre com a nuvem pública, a versão privada já exige investimento em infraestrutura. Isso porque os equipamentos que armazenarão os dados e outros recursos ficam no ambiente interno da contratante.

Nesse sentido, somente computadores autorizados pela chefia poderão acessar a nuvem privada. Não à toa, ela é recomendada para negócios que trabalham com dados sensíveis e que precisam de uma infraestrutura diferenciada para evitar vazamentos.

É importante lembrar que, apesar do nome, não é necessário que a empresa contratante seja dona da infraestrutura completa. Parceiras terceirizadas também podem prover o serviço, uma vez que ela pode ser desenvolvida tanto em um data center próprio quanto em opção terceirizada.

Híbrida

Uma combinação das duas versões anteriores, a nuvem híbrida é uma estratégia para empresas que queiram atender on-line, mas que precisem manter certas informações inacessíveis. Como isso ocorre? Um exemplo: alguns aplicativos podem ser acessados por muitas pessoas, outros, só por alguns poucos colaboradores designados para isso.

Um dos benefícios desse modelo é que a empresa contratante consegue utilizar a infraestrutura já presente na empresa, apenas mesclando os dois modelos, para conseguir mais controle sobre suas aplicações.

Como uma parceria estratégica ajuda a compor a sua infraestrutura de Cloud Computing?

Como vimos, a tecnologia em nuvem é valiosa para qualquer contratante, mas é preciso ter parceiros especializados para manter a segurança dos dados e garantir a agilidade nos processos.

Por isso, nada melhor do que contar com uma empresa com ampla expertise na criação de soluções digitais. A BRQ está há quase 30 anos no mercado e se consolidou como uma das maiores empresas de tecnologia e Transformação Digital do Brasil.

Ainda que a atividade-fim da sua empresa não seja relacionada à tecnologia, a implementação de soluções digitais ajuda a acelerar negócios e se destacar no mercado. Com o apoio de parceiros, não será preciso cuidar da configuração ou de atualização, uma vez que isso fica a cargo da provedora.

Agora que você conheceu como é composta a infraestrutura de Cloud Computing, já pode escolher o modelo que melhor se encaixe nas suas necessidades de negócio. A computação em nuvem é a opção perfeita para empresas que priorizam a mobilidade corporativa, a comodidade e a acessibilidade.

Gostou do artigo e quer saber como a BRQ acelera negócios com inteligência e tecnologia? Então, não deixe de entrar em contato conosco!

Cultura data-driven
Você também pode gostar

Deixe um comentário

três + quinze =