Como escalar um negócio: 7 iniciativas que não podem faltar!

Como escalar um negócio
9 minutos para ler
DATA MESH

Para expandir uma empresa é preciso investir mais em novos talentos, novas ferramentas, novos espaços, certo? Nem sempre. Você sabe como escalar um negócio para crescer mesmo sem precisar aumentar proporcionalmente a sua operação?

Essa busca é uma das mais relevantes para o mercado atualmente. Neste artigo, vamos ajudar você a entender melhor o conceito de escalabilidade e quais iniciativas você pode tomar para que sua empresa possa crescer muito investindo pouco. Acompanhe!

O que é escalabilidade

A escalabilidade em um contexto corporativo é a capacidade de um negócio aumentar sua presença de mercado de maneira qualitativa ou quantitativa sem que isso represente um aumento direto nos custos e no esforço de operação.

Para definir melhor o que isso significa, vamos usar um exemplo simples: imagine uma empresa que tenha três funcionários e atenda 1.000 clientes por mês. Usando modelos tradicionais de negócio, isso significa que, para dobrar a operação e chegar a 2.000 clientes, seria preciso dobrar o número de funcionários, passando para seis.

A escalabilidade é um conceito sobre utilizar tecnologia e metodologias modernas de negócio para quebrar essa relação direta. Com a reformulação de processos e implantação de novas ferramentas, nesse caso, a ideia é ter a capacidade de atender 2.000, 3.000, 10.000 clientes com os mesmos três funcionários, sem que isso represente um esforço excessivo.

E isso não está atrelado apenas ao trabalho humano. Um negócio escalável consegue o mesmo crescimento exponencial no aproveitamento de tecnologias, equipamentos e procedimentos operacionais, para que a empresa ganhe em eficiência sem precisar expandir.

Os fundamentos de um negócio escalável

Por séculos, a produtividade sempre esteve ligada ao potencial humano. Para uma empresa crescer, ela precisava de mais funcionários. Porém, a Revolução Industrial mudou essa dinâmica. Máquinas conseguiam realizar mais trabalho com o mesmo esforço. Em seguida, a Transformação Digital fez com que isso se aplicasse de maneira ainda mais profunda nos ambientes corporativos.

Hoje, a expansão não é o único caminho de crescimento. Com implantação de processos, tecnologias e métodos cada vez mais eficientes, é possível aumentar de maneira significativa a qualidade e quantidade do trabalho sem que isso demande uma mudança proporcional do uso de recursos.

Na verdade, isso é até uma vantagem competitiva para empresas do futuro. O negócio que é mais eficiente e enxuto (Lean) tem mais flexibilidade para se adaptar a novas demandas do mercado.

Ou seja, um negócio escalável é aquele que opera no máximo de sua capacidade com o mínimo de esforço; algo que só é possível dentro dos pilares da Transformação Digital.

7 iniciativas para escalar um negócio

Com a escalabilidade bem definida, além de sua importância, é hora de olhar para as práticas e estratégias que podem ajudar você a tornar sua operação escalável.

Não existe fórmula para escalar um negócio. O que existe é a busca por eficiência produtiva, velocidade de comunicação e uso apropriado da tecnologia. Veja as iniciativas que ajudam você a atingir esse objetivo.

1. Comunique e colabore

Antes de falarmos de soluções e melhoria de processos, precisamos estabelecer a importância das pessoas nessa jornada de escalabilidade. Afinal, não é questão apenas de extrair o máximo de recursos e ferramentas, mas o potencial máximo de impacto de cada colaborador no resultado do negócio.

Um dos conceitos mais utilizados nesse sentido hoje é a cultura da inovação. Trata-se de incentivar dentro do ambiente de trabalho o livre trânsito de informações e dar a visibilidade de processos suficiente para que cada pessoa possa inovar dentro de suas funções.

O que isso traz em questão de escalabilidade? Com uma conexão maior entre o trabalho de uma pessoa e toda a linha produtiva, perfis mais proativos vão naturalmente encontrar oportunidades de otimização de tarefas, corte de processos desnecessários e uso das ferramentas disponíveis de maneira mais adequada. Investir na capacitação e na comunicação é investir em escalabilidade.

2. Desenvolva um novo sistema de trabalho

Com uma colaboração maior e mais eficiente entre as pessoas, é hora de definir um sistema de trabalho que seja mais flexível e elástico dentro das necessidades rotineiras de uma empresa que está crescendo.

O mais importante nesse cenário é investir em metodologias ágeis de produção e gestão de projetos. São frameworks testados e validados que dão mais velocidade para o caminho entre uma nova ideia e sua aplicação no mercado.

Ser escalável não é apenas produzir mais, mas fazer isso com menos recursos e de maneira mais estrategicamente.

CTA animado Cloud

Metodologias como Lean, OKR, Scrum, entre outras, são estruturas prontas para aplicação, com resultados imediatos. Sem eficiência na gestão da produtividade, é impossível escalar de maneira apropriada um negócio.

3. Invista nas tecnologias certas

Além da metodologia ideal para crescer escalando, existem ferramentas, soluções e sistemas que facilitam essa busca por eficiência. Escalabilidade e tecnologia têm tudo a ver.

O exemplo mais interessante aqui é a Cloud Computing e outras soluções como serviço. São plataformas digitais para armazenamento, análise e uso de dados que seguem a oferta de recursos de acordo com a sua demanda. Dessa forma, é possível requisitar mais recursos ou novas ferramentas virtualizadas em questão de minutos quando a empresa identificar a necessidade.

Essa velocidade na hora de escalar é muito importante para quem está buscando esse tipo de crescimento. Com cultura da inovação e aproximação de seu público, é possível que uma nova oferta signifique um fluxo repentino de novos clientes. Sua equipe tem que estar preparada, mas também contar imediatamente com os recursos digitais necessários dentro da metodologia implementada.

A própria tecnologia, inclusive, ajuda na consolidação do sistema de trabalho que permite a escalabilidade. Comunicação, monitoramento de resultados e gestão de times digitais são pontos de muita atenção para o negócio que quer estar pronto para explodir em demanda.

4. Tenha mais foco em seus clientes

Saindo um pouco de dentro da empresa, temos que analisar também as ações que facilitam a escalabilidade em sua imagem para o mercado. Muitas vezes, o conhecimento de público e o foco nas expectativas do cliente são suficientes para o potencial de crescimento.

Isso tem muito a ver com métricas de atração e conversão. Quando você descobre o que engaja mais o público, precisa de menos esforço para conquistar cada novo cliente — métrica conhecida como Custo de Aquisição de Cliente (CAC).

Se você sabe o que satisfaz o público, descobre atalhos para chegar a esse ponto de maneira mais direta e encurta a jornada do consumidor. Isso traz eficiência e escalabilidade para os setores de Marketing e de Vendas.

5. Construa uma rede de relacionamentos de negócio

Outro aspecto fundamental da escalabilidade é contar com parcerias que possam facilitar esse caminho de expansão por meio da eficiência.

O que você deve buscar nesses parceiros é uma simbiose de estratégias, em que mudanças rápidas de caminho sejam simplificadas pela sinergia entre diferentes ferramentas, serviços e atuações. É um cuidado que você precisa ter na relação com fornecedores, consultores, distribuidores e até mesmo naquelas marcas que complementam seu produto de maneiras inovadoras.

6. Tenha atenção às suas métricas

Se a escalabilidade tem a ver com a eficiência, todos os indicadores de produtividade, custos e qualidade de trabalho são determinantes para o seu sucesso. Ou seja, é impossível escalar sem acompanhar métricas de performance.

É por meio dessa análise de KPIs que você consegue relacionar de maneira significativa as ações estratégicas aos resultados práticos. Quando o negócio nota que métricas de mercado estão subindo em proporção maior que as métricas de uso de recursos, isso significa que ele está no caminho certo para escalar sua produção.

Por outro lado, a interpretação de indicadores de desempenho também pode mapear o seu caminho para a escalabilidade. Ao segmentar causas e consequências, você encontra gargalos que limitam o uso de recursos e reduzem seu potencial de crescimento.

7. Conheça os riscos da busca por escalabilidade

Colocando práticas como as que descrevemos em ação na sua empresa, a escalabilidade se torna uma realidade possível, um caminho certo para ganhar a eficiência tão necessária em empresas do futuro.

Porém, devemos reforçar que todo esse planejamento deve ser bem pensado e estruturado com o uso de metodologias apropriadas e tecnologia. Quem tenta escalar sem uma base apropriada pode acabar tropeçando. Não é raro que empresas busquem um aumento forte de demanda, mas, sem suporte, não consigam atendê-la de maneira satisfatória, gerando insatisfação e decepção nos clientes.

O crescimento insustentável prejudica a imagem da marca, diminui a capacidade de adaptação a demandas e pode até limitar o seu crédito, tendo que usar recursos de maneira emergencial. Por isso, contar com uma ajuda especializada, que faça essa construção desde a base do negócio até o resultado final, faz muita diferença.

Saber como escalar um negócio é apenas o primeiro passo dessa jornada. A partir daqui, é importante conhecer ainda mais sua empresa e o mercado, além de buscar as parcerias e soluções que trazem eficiência, desempenho e qualidade para o trabalho sem que isso signifique inchar a empresa de custos.

Que tal então continuar pesquisando sobre o tema? Siga lendo este artigo especial sobre as vantagens de um negócio escalável!

Cultura data-driven
Você também pode gostar

Deixe um comentário

quinze + dois =