O que é estratégia corporativa e como acelerar negócios com ela?

estratégia corporativa: executivo segurando um tabuleiro de xadrez com dados e gráficos
12 minutos para ler

O mercado de alta competitividade hoje não abre muito espaço para empresas que não tenham uma estrutura de estratégia corporativa bem definida, com uso de tecnologia e foco em assertividade na tomada de decisões.

Mas o que significa ser um negócio inteligente, guiado por dados e com ampla visão de oportunidades? Neste artigo completo, vamos conversar bastante sobre o tema, desde a importância de uma boa estratégia corporativa até seus aspectos e como utilizá-la para acelerar projetos. Acompanhe.

O que é estratégia corporativa?

Uma estratégia corporativa é o conjunto de análise de cenários empresariais, planejamento de metas de acordo com oportunidades de mercado identificadas e a implantação de soluções para executar esse plano.

Por muitos anos, houve uma romantização do papel de gestão mais tradicional e centralizadora dentro das empresas. Eram os líderes que tinham o feeling de mercado e por isso eram os mais indicados para tomarem decisões e guiarem um negócio em sua rotina.

É claro, esse tipo de perfil mais empreendedor é muito importante para as empresas. No entanto, a evolução tecnológica trouxe para as posições de liderança uma necessidade de ação mais analítica. Hoje, sai na frente quem sabe lidar com grandes volumes de dados de maneira inteligente, usando a tecnologia para extrair insights importantes e encontrar novos caminhos a serem trilhados.

Todo esse trabalho compreende o que é uma estratégia corporativa: um esforço contínuo para aprimoramento do negócio em todos os seus aspectos, com uma dinâmica cíclica de medição de indicadores e adaptação aos resultados para que a marca nunca perca sua relevância de mercado.

Nesse sentido, existem alguns tipos de estratégia corporativa que atendem a objetivos específicos, sendo que uma empresa pode transitar entre elas ou até executar mais de uma ao mesmo tempo quando precisa se reposicionar de maneira atrativa para o público. São elas:

  • Expansão: estratégia voltada para decisões que aumentem a capacidade produtiva, a área de atuação ou o faturamento bruto da empresa;
  • Manutenção e retenção: quando a empresa decide consolidar sua posição de mercado atual com uma estratégia que solidifica os indicadores atuais;
  • Otimização: estratégia usada por empresas para reduzir os custos e esforços de produção, mantendo a mesma quantidade e qualidade de entrega;
  • Transformação: é voltada para as etapas de inovação e reinvenção de soluções de mercado, como estratégias para pivotar o negócio.

Uma estratégia corporativa é um processo fundamental para a saúde das empresas, principalmente em um mercado cada vez mais volátil e competitivo. É ter um plano de voo bem estabelecido independentemente das condições de tempo que surgirem no futuro.

Qual a importância da estratégia corporativa para sua empresa?

Para entendermos melhor a importância da estratégia corporativa, podemos analisar pontos em que esse tipo de planejamento prepara gestores para tomadas de decisão rápidas e assertivas.

Veja o que uma estratégia bem formulada traz para um negócio.

Visão de mercado

A tecnologia aumentou exponencialmente a percepção de mercado para gestores e empreendedores que buscam uma liderança transformacional. Hoje é possível saber tudo o que está acontecendo no mundo em relação a decisões corporativas.

Mas isso se torna também um desafio. Na era da informação, quem não tem uma boa estrutura de coleta e análise de dados fica para trás. Uma estratégia corporativa nesse sentido pode consolidar sua visão interna e externa para perceber com mais facilidade qualquer mudança ou tendência relevante para sua competitividade.

Flexibilidade e velocidade de reação

Falando em identificar tendências, uma das grandes vantagens de mercado que uma empresa pode ter hoje é a capacidade de agir e reagir mais rápido que suas concorrentes.

Boas estratégias de inovação permitem que o negócio se adapte mais facilmente a essas novas demandas, entregando ao público novos produtos antes que ele mesmo se dê conta desse desejo. São as empresas trendsetters, que só conseguem esse nível de transformação quando têm uma estratégia corporativa bem estruturada para esse fim.

Domínio de nichos

Da mesma forma que as demandas hoje surgem mais rápido, há um foco muito maior das empresas na busca de novos nichos a serem explorados — descentralização e personalização, que também são consequências da tecnologia nas nossas vidas.

Estratégias específicas para nichos podem diminuir o alcance global de uma campanha de atração, mas aumentar consideravelmente o engajamento naquele perfil de público. É, por exemplo, o que buscam as estratégias de Martech.

Inteligência de negócio

Estratégias corporativas racionalizam o uso de dados e recursos dentro de uma empresa. Gestores que têm essa organização focada em uma rotina de coleta de dados, análise e ação estão sempre prontos para tomar decisões rápidas e assertivas.

Quando falamos em acelerar negócios, a velocidade não pode ser confundida com pressa. Essa base estratégica faz com que você pise no acelerador, mas sem nunca tirar as mãos do volante.

Quais são os aspectos dessa estratégia?

Ter uma rede estratégica de atuação corporativa permite que você transite entre ações e implantações que façam uma verdadeira diferença nos rumos da empresa. É um processo de conhecimento e aprofundamento nos aspectos que tornam um negócio inteligente, eficiente e atraente. Veja quais são os aspectos definidos por um planejamento adequado.

Escopo

Todo projeto demanda um escopo. Um erro comum de negócios insipientes é iniciar ações de mercado sem ter certeza dos objetivos e das implicações dessa implantação.

A estratégia corporativa é uma maneira de definir esse escopo com inteligência, dimensionando de maneira correta a complexidade e as implicações de cada decisão, facilitando a previsibilidade de resultados e apontando os caminhos mais adequados.

Recursos

O escopo de uma estratégia corporativa está diretamente ligado aos recursos disponíveis para executá-la. Sem esse tipo de visão, é muito comum que empresas não alcancem seus objetivos na totalidade ou comprometam seu crédito ao precisar gastar muito mais do que anteciparam.

Essa estrutura de planejamento permite que gestores tenham uma ideia melhor sobre quanto será necessário gastar com cada projeto e, assim, garantam o sucesso dentro do orçamento.

Alianças

É impossível sobreviver no mercado do futuro sem alianças. O público cada vez mais exigente demanda novos produtos, ideias e, principalmente, novas soluções tecnológicas que façam uma conexão com os hábitos digitais cada vez mais presentes em nossas vidas.

Uma estratégia corporativa bem definida deixa claro quais são as parcerias mais relevantes para que você alcance seus objetivos.

Carteira de clientes

A gestão da carteira de clientes é um dos pontos vitais de sobrevivência para uma empresa do futuro. É com conhecimento e aproximação do público que você converte, fideliza e identifica antes de qualquer concorrente as novas demandas emergentes.

A mesma estratégia corporativa de análise de dados é fundamental nesse sentido, para que você nunca perca a visão sobre quem realmente importa para seu negócio.

Como acelerar os negócios com essa estratégia?

Até aqui, estabelecemos as principais características de uma estratégia corporativa de sucesso, desde seus tipos de aplicação até os seus aspectos mais importantes.

Agora, podemos passar para um lado mais prático desta conversa. Veja como você pode encontrar, dentro desse planejamento, ações que vão acelerar as mudanças que deseja em seu negócio. Acompanhe.

Encontre o seu diferencial

Um dos pontos mais discutidos hoje no ambiente corporativo é a necessidade de se destacar como marca em um mercado cada vez mais voltado para identificação, conexão emocional e interação com o público.

O consumidor do futuro não quer apenas um produto, quer sentir que aquela empresa representa sua identidade. Copiar o que os outros estão fazendo limita seu potencial de crescimento.

Portanto, o primeiro passo da estratégia corporativa é definir o que faz seu negócio ser único, para só então planejar a inovação necessária para evidenciar esse diferencial.

Conheça o seu público

Como acabamos de comentar, as pessoas hoje se relacionam com marcas nas quais se sentem acolhidas e representadas. Preço e qualidade são fatores fundamentais de venda ainda, mas não são mais os únicos responsáveis pela conversão e pela fidelização.

Conhecimento de público tem tudo a ver com boas estratégias corporativas. É nelas que você estrutura os mecanismos de coleta de informações sobre seu consumidor ideal e traça seu perfil de buyer persona. Com uma visão mais profunda de quem é seu cliente, você encontra atalhos estratégicos para alcançá-lo mais rápido.

Priorize a experiência do cliente

Continuando no mesmo caminho, a experiência de compra e a jornada do cliente são os mecanismos mais importantes para realizar essa conexão com o público e transparecer sua identidade. É pela forma que o consumidor interage com sua empresa, principalmente on-line, que se cria engajamento e percepção de valor no seu produto.

Portanto, uma estratégia corporativa inteligente atua coletando informações importantes sobre essas trocas cliente-marca, fornecendo insights para criar experiências cada vez mais atraentes e efetivas. Quanto melhor planejado é seu funil de vendas, menos recursos precisa gastar para converter.

Conheça os riscos

Mapear o mercado com sistemas de informação competentes não é apenas uma questão de identificar oportunidades, mas também de se preparar para lidar com os possíveis desafios pela frente.

A pandemia de Covid-19 foi um alerta muito claro nesse sentido, de que empresas precisam estar sempre prontas para se adaptar a momentos de incerteza e volatilidade. Por isso, os negócios que atuam sem um planejamento permanente, de projeto em projeto, acabam perdendo essa visão de futuro e demorando para reagir quando necessário.

Manter uma estratégia corporativa constante é uma forma de ter uma empresa sempre atenta. Dos colaboradores aos gestores, sinais de riscos para a saúde do negócio podem emergir muito antes de serem aparentes. Não é questão de caçar problemas, mas de ter as ameaças ao negócio sempre bem registradas e monitoradas.

Não tenha medo da concorrência

Muitos gestores erroneamente colocam os concorrentes como parte dos riscos de mercado para uma empresa. Porém, quem enxerga a concorrência como ameaça tem uma visão limitada sobre o que significa a competição corporativa.

Em muitos casos, a competitividade é lucrativa para todas as partes envolvidas. A proximidade dos concorrentes permite aprender com eles, tanto no que dá certo quanto o que dá errado. É nessa troca que são encontradas soluções criativas para se diferenciar — inclusive, em alguns momentos, transformando essas empresas em aliadas.

Invista em parcerias comerciais

As parcerias que você consolida no mercado fazem toda a diferença para o sucesso. Isso porque você conta com empresas que ajudam no fornecimento de recursos e insumos, na distribuição, divulgação e até no sistema de trabalho adotado em sua rotina produtiva.

Dentro de uma estratégia corporativa bem elaborada, ficam claros os pontos em que vale a pena ter uma aliança para resultados mais rápidos e impactantes.

O outsourcing é um destaque nesse sentido. Quando você consegue parceiros que ajudam a manter a estrutura de trabalho eficiente e bem gerenciada, garantindo a segurança da informação, tem mais tempo e visão para assumir uma posição mais estratégica de tomada de decisões.

Valorize seus funcionários

Sabia que boas estratégias corporativas valorizam o trabalho das pessoas que estão inseridas dentro delas? Isso também tem tudo a ver com visão de mercado.

Quando a empresa está estruturada para utilizar a tecnologia de maneira inteligente, a comunicação e o acesso a dados é simplificado em todos os departamentos. Assim, quem trabalha na empresa tem uma visão muito maior de seu papel em relação aos grandes objetivos — não só em produtividade, mas na sua influência para a experiência do cliente.

Essa valorização ajuda a reter talentos atuais e atrair novos. Quem se insere na estratégia corporativa tem mais confiança no próprio trabalho e até a oportunidade de ser uma pessoa mais proativa, criando líderes naturais dentro da equipe.

Invista em tecnologia

A estratégia corporativa moderna não existe sem tecnologia. É com soluções digitais e dispositivos que cada colaborador tem acesso aos dados que precisa para gerenciar seu próprio trabalho e sua relação com toda a cadeia produtiva.

Sob o ponto de vista de gestores, ela é integradora. Tudo o que citamos até aqui de ações estratégicas de negócio partem da visibilidade de mercado oferecida por conceitos como Big Data e BI. É uma oportunidade inédita no mundo empresarial de ter todos os aspectos de gestão em um só lugar.

Portanto, podemos afirmar sem medo que não existe mais competitividade sem tecnologia. Além de dados, sistemas e plataformas digitais centralizam projetos, ideias e todo tipo de insumo necessário para o planejamento de mercado. E metodologias ágeis baseadas nessas soluções dão a assertividade necessária para encontrar, analisar e usar informações coletadas da melhor maneira possível.

A estratégia corporativa é um conjunto de monitoramento, conhecimento e ação. Com as parcerias certas e os investimentos adequados em tecnologia, você tem o que precisa para manter a competitividade nos próximos anos.

Quer saber mais sobre como criar esse ambiente estratégico ideal investindo na cultura de inovação da empresa? Leia mais sobre transformação cultural!

Você também pode gostar

Deixe um comentário

um × três =